Blog Carreira & Mercado

Novas vagas
RH

O que é gestão por competências e como aplicar nas empresas?

Tradicionalmente, as organizações contratavam profissionais de acordo com sua demanda presente. A gestão por competências surge para mudar isso, devido a grande necessidade de adaptação das empresas, bem como o planejamento futuro.

Esse modelo de gestão desenvolve objetivos com base nas competências dos profissionais que possui. Pensando nisso, trouxemos um conteúdo exclusivo para detalhá-lo e como maneiras de incorporá-lo às empresas, acompanhe!

 

 

O que é a gestão por competência

A gestão por competência é utilizada como metodologia no setor de recursos humanos, com o intuito de desenvolver diversas habilidades dos colaboradores. Dessa maneira, são trabalhadas características técnicas e comportamentais que alinhem as capacidades do profissional aos objetivos da organização.

Primeiramente, para entender esse modelo de gestão, é importante compreender o conceito de competência, que pode ser entendido em duas abordagens:

  • Americana (ou CHA): onde a competência é um conjunto que envolve Conhecimentos técnicos, Habilidades práticas e Atitudes;
  • Francesa: competência é capacidade de assumir responsabilidades complexas na função, ou seja, a capacidade de entrega.

Sendo assim, a gestão por competência surge para desenvolver essas habilidades usar sinônimo nos profissionais conforme os intuitos futuros dela. É o oposto de métodos tradicionais, que buscavam profissionais para resolver problemas já existentes e qualificados.

Como ela beneficia as empresas

Como o gerenciamento de competências dos colaboradores pode promover resultados para as instituições? Na prática, essa metodologia pode transformar as pessoas de uma empresa e aumentar sua motivação e produtividade.

Considere que uma empresa X contrata Alex, um colaborador extremamente capacitado, com muita vontade de aprender e produzir. Por outro lado, essa organização não estimula seu aprendizado e seus métodos antigos não possibilitam uma alta produtividade.

Agora questione-se: Alex se sentiria motivado e realizado nessa empresa? Provavelmente não. A organização não só não saberia aproveitar seu potencial, como arriscaria, em pouco tempo, perder um colaborador muito competente.

Por outro lado, ao estimular o aprendizado, a organização influenciaria Alex a adquirir conhecimentos que contribuam para seus serviços.

Assim, o colaborador não só se vê muito mais motivado, como também pode ter seu potencial melhor aproveitado na função que exerce. Consequentemente, as vantagens são:

  • Redução nos índices de turnover;
  • Evita-se uma cultura organizacional tóxica;
  • A empresa conta com profissionais cada vez mais engajados e qualificados;
  • É possível desenvolver habilidades requisitadas no mercado de trabalho;
  • Torna-se possível suprir a demanda da empresa sem a necessidade constante de contratações.

Tendo em vista que as empresas necessitam, cada vez mais, de profissionais especializados para atuar, nos mais diversos setores. Ainda assim, nem sempre é possível contratá-los logo que a demanda surge.

Assim, especialmente por consequência da competitividade, torna-se menos custoso aplicar a gestão por competências, onde é comum que as instituições resolvam problemas como o de buscar e gastar com profissionais já experientes.

Modelos de gestão por competências

Tendo entendido um pouco sobre as vantagens da gestão por competência, a dúvida que pode surgir é: mas como é possível desenvolver competências complexas em tantos colaboradores na organização?

Existem diversas maneiras de realizar esse processo, que envolvem a abordagem CHA nos setores da empresa. Abaixo, separamos alguns modelos dessa gestão que são efetivos para desenvolvê-lo:

Desenvolvimento de lideranças

O feedback é extremamente importante no processo de desenvolvimento de competências. Por isso, as lideranças precisam saber oferecê-los, além de desenvolver uma abordagem muito mais educativa com os colaboradores.

Mais que isso, considerar desenvolver competências nos líderes da organização é fundamental para poder atingir todos os setores. Desta maneira, é essencial, inicialmente, conscientizar os gestores acerca da gestão por competências para prosseguir com sua implementação.

Qualificação básica para o trabalho

Entender os requisitos básicos dos profissionais que irão atuar na empresa é obrigatório na gestão por competências. Essas serão as características que precisam ser adquiridas pelos colaboradores prioritariamente.

É possível adotar um fit cultural para definir comportamentos e valores imprescindíveis. Além disso, a qualificação básica pode ocorrer com treinamentos iniciais para que os colaboradores entendam pontos fundamentais de sua atuação na empresa.

Qualificação especializada

São as competências desenvolvidas que se relacionam diretamente com a função do profissional. É importante que a empresa conheça as habilidades já desenvolvidas e busque suprir as que ainda estão em desenvolvimento.

Desenvolvimento de pessoas

Nesse modelo, o enfoque da empresa é ter profissionais com alto potencial de crescimento. Nessa circunstância, não há tanto interesse nas competências que o profissional já possui, mas na maneira de desenvolvê-las e dar espaço para que esse colaborador cresça.

Isso ocorre comumente nos programas trainee, onde o colaborador, mesmo sem muitas experiências no mercado, é desenvolvido para ocupar cargos de liderança  ou com níveis altos de responsabilidade na empresa.

Como implementar a gestão por competências?

cursos nas empresas para desenvolver competências

Tendo em vista os enfoques desse modelo de gestão, é possível implementá-lo utilizando qualquer uma das ações listadas. Para ordenar essa implementação, portanto, é possível seguir os seguintes passos:

 

  1. Abra espaço para ideias em uma reunião e liste os principais objetivos da empresa;
  2. Defina competências necessárias com base nos cargos e funções que façam sentido para o colaborador;
  3. Avalie constantemente o progresso e aprendizado;
  4. Ofereça especializações, palestras e cursos aos colaboradores;
  5. Planeje as ações que serão realizadas com o progresso dos profissionais.

Vale ressaltar, ainda, que é importante monitorar o clima organizacional da empresa e dialogar constantemente com líderes para acompanhar o progresso dessa gestão.

Conte com a Companhia de Estágios para contratar profissionais com potencial para desenvolver suas competências!

o que é gestão por competência

Conclusão

Com a rápida evolução do mercado de trabalho, as empresas passaram a desenvolver seus profissionais de acordo suas necessidades futuras, de maneira muito mais estratégica.

Assim, a gestão por competências tem como objetivo aproveitar e desenvolver os profissionais em benefício da empresa. A adoção de um sistema como esse ainda identifica possíveis pontos de melhoria nos colaboradores, ampliando a qualidade de seu trabalho.

Desta maneira, não só a empresa sai beneficiada como também os profissionais, mais engajados e motivados. Não deixe de buscar os melhores talentos na hora de desenvolver profissionais e conte conosco para recrutá-los.

Conheça as soluções para empresas que a Companhia de Estágios oferece!