Blog Carreira & Mercado

Novas vagas
Candidato

Veja como fazer networking digital e aumentar sua rede de contatos na quarentena

Em tempos de isolamento social, fundamental para manter a segurança na pandemia, ficou mais difícil ampliar a rede de contatos. Sem ir ao escritório, fazer cursos ou frequentar happy hours, o número de interações reduziu muito.

O jeito é fazer networking pelo laptop e pelo telefone celular. E a melhor maneira de realizar isso é via LinkedIn. Ao adicionar pessoas estratégicas nesta rede social, você consegue se informar sobre as novidades do mercado, visualizar oportunidades e se candidatar às vagas.

Mostramos, a seguir, as cinco regras de ouro para fazer um bom networking digital (lembrando que, de estagiários a diretores, as dicas são as mesmas).

1. Busque contatos estratégicos
O LinkedIn funciona como um cartão de visitas mais detalhado. Por isso, o primeiro passo é preencher todos os campos disponíveis, colocando formação acadêmica, cursos e certificados, trabalhos voluntários e experiências pregressas. Só solicite conexão com profissionais relevantes se estiver com o perfil bem redondo. Página atualizada? O segundo passo é listar empresas que são referência para você e convidar para a sua rede funcionários do mesmo nível hierárquico que trabalhem por lá — eles podem avisá-lo quando houver vagas abertas e dar dicas de como funcionam os processos seletivos. Depois, procure por gestores e recrutadores. Ainda que não o indiquem, eles podem divulgar oportunidades interessantes. Com as pessoas certas, seu feed ficará bem mais assertivo, com vagas, campanhas e informações úteis e relevantes.

2. Junte-se a grupos de discussão
Se você deseja fazer boas conexões, uma das melhores estratégias é ingressar em comunidades do LinkedIn. Encontre grupos do seu setor fazendo uma busca por palavras-chaves do seu interesse, como “tecnologia”, “marketing” ou “logística”. Verifique se aquela comunidade está ativa e, óbvio, interaja. Participe de discussões, responda a perguntas e compartilhe conteúdo relevante (saiba mais na dica 4).

3. Converse com suas conexões
Essa é a parte mais complexa do networking. Sempre surgem dúvidas de como fazer a primeira abordagem. A principal recomendação é não sair pedindo emprego para todo mundo. Isso pega mal e não é eficaz. Para iniciar uma conversa, é necessário ter um gancho. Como por exemplo: “Olá, tudo bem? Li seu artigo e achei muito interessante. Toparia bater um papo?” Ou então: “Olá, tudo bem? Sou estudante de engenharia e estou buscando ampliar a minha rede para entender melhor demandas e desafios do mercado. Será muito enriquecedor se topar uma conversa”. Além disso, esteja antenado nas discussões e acompanhe as publicações para encontrar um tópico e puxar essas conversas. Tenha em mente que haverá pessoas dispostas a falar com você e outras que sequer responderão. Tudo bem, o mais importante é praticar o networking e estar pronto para o diálogo.

4. Entregue valor às conexões
Para ganhar relevância entre os profissionais é essencial ter repertório. Sem isso, dificilmente você conseguirá explorar temas de interesse mútuo com a sua rede de contatos. Muitos profissionais usam o LinkedIn para produzir conteúdo, então observe o que eles dizem e consuma essas postagens. Além disso, invista em cursos e na leitura de livros e artigos, publicando aprendizados, insights e links. Isso ajuda a aumentar sua visibilidade. O que chama a atenção de outros talentos é compartilhar informação de qualidade.

5. Seja lembrado
Lembre-se: ter um perfil completo não é suficiente ou distribuir “likes” não é suficiente. Você precisa “engajar”. Isso significa não só curtir, mas também comentar postagens de seus contatos. Mas nada de fazer comentários rasos. Faça perguntas inteligentes ou explique o porquê você concorda (ou não) com o ponto o ponto de vista do autor — e não deixe de marcá-lo. Quando você faz isso o LinkedIn notifica suas conexões e insere seu comentário no feed da rede. Ou seja, você aparece!

Gostou das nossas dicas? Continue acompanhando o nosso blog e siga a gente no Facebook, Twitter, Instagram e Youtube.

E não deixe de se inscrever para as oportunidades de estágio em nosso site.