Blog Carreira & Mercado

Novas vagas
Candidato

5 técnicas para mandar bem nos estudos em 2020

Muitos universitários estão na expectativa por causa da volta às aulas, seja porque vão iniciar um novo semestre ou porque vão começar, de fato, a vida universitária.

De todo modo, sempre existe um friozinho na barriga que antecede as novidades que vem com esse início de ano letivo. Novos professores, disciplinas, aprendizados e até mesmo aquela tão sonhada vaga de estágio.

Tudo isso dá uma animada, não é? Contudo, diante de tanta coisa acontecendo, é normal se sentir meio perdido na faculdade às vezes, afinal, não é fácil lidar com todo esse turbilhão de emoções e responsabilidades.

Mas, sabemos que o foco nos estudos deve ser prioridade, não é mesmo? Por isso, fizemos uma lista com 5 dicas que vão te ajudar a mandar bem nessa missão, especialmente, quando for estudar em um outro ambiente além da faculdade.

Quer saber quais dicas são essas? Continue a leitura do artigo que explicamos tudinho para você!

1.   Técnica Pomodoro

Essa técnica é bem interessante para quem quer evitar procrastinação. O conceito trata-se de dividir as tarefas em blocos de tempo da seguinte forma: Faça uma lista de atividades que precisam ser feitas e dedique para cada uma dessas tarefas o tempo de 25 minutos.

Marque em um cronômetro e ao finalizar a tarefa dentro do período estipulado, tire um descanso de 5 minutos e retome para o próximo afazer. A cada quatro obrigações feitas, tire uma pausa mais longa para descansar. É importante salientar que não pode haver interrupções durante a realização das tarefas.

Entretanto, sabemos que quando se trata de estudos, pode ser que seja necessário mais que 25 minutos, desse modo, vale fazer uma adaptação de acordo com cada necessidade. Fazendo isso, seu cérebro irá se acostumar com os estudos fora da universidade e você entenderá quanto tempo leva para realizar suas tarefas e ser mais produtivo.

2.   Interrogação elaborativa

Essa técnica também ajuda a deixar o cérebro mais eficiente, pois se trata de utilizar os porquês para conseguir conectar os assuntos que está estudando, ajudando a reforçar o conteúdo. O objetivo é contribuir no processo de fixação trazendo soluções para os questionamentos feitos.

Os questionamentos que devem ser feitos são: O que é? Quem? Onde? Como? Qual a conclusão?

Adaptando o conteúdo estudado para responder essas perguntas, o cérebro irá fazer novas sinapses, contribuindo com a memória de longo prazo. Por ser uma técnica muito fácil de aplicar, pode ser feita em qualquer contexto. Com o hábito, esse processo será feito quase que automaticamente.

3.   Use o Trello para organizar as disciplinas

O Trello é uma ferramenta com versão gratuita que ajuda a organizar melhor as atividades. A plataforma de gerenciamento tem como base o paradigma Kanban, método criado pela Toyota, para organizar as tarefas visualmente.

Basicamente, o site é composto por grandes quadros, no qual, é possível criar cartões de tarefas que precisam ser realizadas. É uma plataforma totalmente personalizável e cada cartão pode ser movido de um quadro para outro.

Para quem estuda, pode organizar cada quadro com uma disciplina e cada cartão pode ser um tema de estudo. Ao deixar tudo registrado no Trello é possível acompanhar o progresso nas matérias, saber o que precisa estudar mais ou o que ainda falta. O melhor de tudo que é por ser um sistema de organização, pode ser usado paralelamente com alguma técnica de estudo, como a Pomodoro ou Interrogação elaborativa.

4.   Faça mapas mentais

O mapa mental é uma técnica de memorização e toda sua estrutura é pensada para facilitar o aprendizado de algum conteúdo específico. Pode ser uma ótima ferramenta em épocas de provas. O melhor de tudo é que você mesmo faz um mapa mental de acordo com as suas necessidades, usando palavras chaves, desenhos, cores e informações sobre o tema que precisa memorizar.

Em uma pesquisa rápida na internet é possível encontrar bons modelos de mapa mental que podem ser feitos em cartolinas, no entanto, há também aplicativos que disponibilizam templates para que possa organizar as ideias por meio do celular. Cabe ao universitário entender o que é mais conveniente.

5.   Use o sistema Leitner

O sistema Leitner é uma técnica de memorização. Esse método consiste em fazer cartões que de um lado tenha a pergunta, do outro tenha a resposta. Após isso, é necessário separar três caixas.

Na caixa 1, você irá pôr os cartões com as perguntas que ainda erra nas respostas e deve estuda-los uma vez por dia. Na caixa 2, são colocados os cartões que você acertou a reposta, e estude-os 2x por semana. E, finalmente, na caixa 3 irá pôr os cartões que você já sabe as respostas e revisa-los a cada cinco dias.

No entanto, se nas caixas 2 e 3, ao estudar as perguntas e responder errado, elas devem voltar para a número 1, afim de repetir o processo e fixar o conteúdo no cérebro.

Dicas bônus: seja saudável

Se alimentar bem, ter uma boa noite de sono, beber água, praticar exercícios e até mesmo usar roupas confortáveis, tudo isso colabora para ter um melhor desempenho na faculdade. Então, não adianta seguir algumas das técnicas acima e não cuidar do principal: saúde física e emocional.

O cérebro irá funcionar muito melhor se você manter a saúde em dia. Tente criar uma rotina de hábitos saudáveis aliando tudo isso aos estudos e com certeza irá notar uma melhor performance na rotina de estudos.

E aí, gostou das nossas dicas? Continue acompanhando nosso blog e fique de olho nas nossas oportunidades de estágios!

Sua carreira profissional começa em boa companhia.

Um único cadastro dá o direito para se aplicar a qualquer vaga e programas de experiência!