Blog Carreira & Mercado

Novas vagas
Candidato

15 gafes que você não deve cometer em seu currículo

Atualmente, conseguir um estágio é o sonho de muitos estudantes. Para a grande maioria desses jovens, esse tipo de vaga representa a oportunidade de conquistar mais conhecimento profissional e, até mesmo, mais segurança quanto a área de estudo escolhida. Não é à toa que o programa é uma das principais portas de entrada no ambiente corporativo. Muitas empresas enxergam no estágio a oportunidade de moldar profissionais conforme seus valores. Justamente por esses fatores, os programas de aprendizagem têm se tornado cada vez mais competitivos, com inúmeros candidatos por vaga. Consequentemente, os processos seletivos estão cada vez mais criteriosos, com meios ainda mais rigorosos de identificar os perfis mais adequados às oportunidades. Dentre esses critérios, a tradicional análise do currículo se tornou ainda mais minuciosa, buscando pequenos detalhes que podem traduzir qual candidato está mais preparado para aquele posto. Portanto, para que você não faça feio e consiga a vaga que tanto deseja, apontamos quais gafes você deve evitar na hora de fazer sua carta de apresentação.

Data de nascimento

Quando estiver escrevendo seu currículo, lembre que não é necessário que sua data de nascimento seja registrada, pois não se trata de uma ficha de inscrição, mas sim sua carta de apresentação para ser lida pelos recrutadores, somente a sua idade já é o suficiente.

Hoje em dia, muitos estudantes menores de 18 anos estão procurando emprego também para aprimorar seus conhecimentos, mas por uma questão interna, muitas empresas preferem contratar somente os jovens que atingem os 18 anos. Por isso, alguns adolescentes chegam a omitir a idade do papel, o que pode o prejudicar se for selecionado para assumir a vaga. Na hora de assinar, os documentos devem ser apresentados, então nunca minta.

Números de documento

Salvo os casos nos quais a empresa exige o preenchimento de algum formulário, a numeração de todos os seus documentos não deve ser revelada no currículo, assim como seu endereço completo. Além de ser perigoso fornecer esse tipo de dado gratuitamente, não é uma informação relevante para o recrutador naquele momento, servindo apenas para poluir o documento visualmente. Caso você seja contratado, esses dados certamente serão solicitados e então esse será o momento oportuno de passar todas essas informações.

Exagerar nas qualidades

É totalmente natural que os iniciantes na empreitada profissional apresentem certo entusiasmo e, até mesmo, ansiedade na hora de demonstrar suas qualidades. Contudo, por não terem nenhuma experiência anterior, muitos cometem o erro de exagerar na hora de pontuar suas aptidões, destacando valores que nem sempre correspondem, de fato, a uma habilidade. No processo seletivo, alguns termos são vistos como clichês. Dizer que você é uma pessoa com espírito de equipe e liderança, dinâmico, comunicativo, por exemplo, pode até ser uma boa maneira de expressar suas qualidades durante uma entrevista, mas nem sempre funciona para currículos. Portanto, evite usar termos genéricos como estes, pois, em geral, não traduzem sua capacidade real de realizar tarefas no ambiente de trabalho. Se eles realmente expressam sua personalidade, use-os com bom senso, mas lembre-se: os recrutadores saberão avaliar posteriormente, numa entrevista, se você realmente possui essas habilidades.

Foto

Ainda que, em geral, não seja obrigatória, a foto pode ser um diferencial quando utilizada adequadamente. A foto que acompanhar seu currículo deve traduzir sua postura profissional. Um bom enquadramento, plano de fundo liso e o uso de roupas que passem credibilidade são fundamentais para compor uma boa imagem. Evite usar fotos de redes sociais ou fora do contexto profissional, pois ela pode causar uma má impressão na pessoa que irá avaliar seu currículo.

“Curriculum Vitae”, é preciso?

É comum encontrarmos na internet muitas pessoas questionando se devem escrever “Curriculum Vitae” em sua carta de apresentação. Se você leu em algum lugar que este item é obrigatório, saiba que na verdade o título é desnecessário. Essa informação está implícita, portanto, não precisa ser ressaltada.

Experiência profissional

Para quem já tem conhecimento profissional em outras empresas é fundamental se atentar a organização e veracidade das informações. Em primeiro lugar, a última experiência deve estar no topo da lista, seguida das demais, sempre na ordem da mais recente para a mais antiga. Em segundo, tente fazer uma breve descrição do que realizou nas empresas que passou por último. Se você tiver muitas experiências, detalhe apenas as três mais recentes. Lembre-se de colocar a data, mês e ano, de entrada e saída de todas as experiências profissionais para facilitar a avaliação do currículo. E o mais importante: jamais minta ou supervalorize essas informações. Afinal, elas podem ser checadas posteriormente pelos recrutadores.

Redes sociais

Em hipótese alguma coloque o link de suas redes sociais no currículo, a não ser que seus perfis tenham caráter estritamente profissional, em sites especializados que criam conexões com pessoas que possam ser influentes para seu conhecimento. Caso contrário, não insira perfis e páginas pessoais, pois eles podem acabar te prejudicando. Outra dica é estudar a política da empresa, pois muitas delas investigam o perfil do candidato nas redes sociais a fim de avaliar se a postura do indivíduo corresponde aos valores da empresa. Se achar oportuno, avalie seu perfil online e verifique se ele pode prejudicar sua imagem profissional.

E-mail pejorativo

Muitos jovens, especialmente durante a adolescência, tem o hábito de criar e-mails com nomes engraçados ou peculiares, em geral, relacionados aos seus gostos e hobbies. Contudo, ainda que esses e-mails se tornem o principal endereço de comunicação com o passar dos anos, eles jamais devem ser divulgados na procura do estágio ou emprego. Se for preciso, crie uma nova conta de e-mail que traduza melhor sua postura profissional e use-o exclusivamente para este fim. Um modelo básico que pode ser seguido é o padrão “nome.sobrenome@e-mail”, se necessário insira caracteres para diferenciar o nome da caixa de e-mail, mas jamais use diminutivos ou apelidos.

Erros de português

A atenção com a língua é crucial tanto na hora de montar seu currículo quanto no momento da entrevista. Por mais que algumas empresas não exijam o pleno domínio do português, essa característica é extremamente desejável. Portanto, sempre revise o que foi escrito para atestar que nenhum erro passou despercebido. Se for preciso, peça ajuda na hora de revisar o currículo e treine sua conversação com alguém mais experiente antes da entrevista.

Pretensão salarial

Uma boa bolsa-auxílio é importante para a escolha de um estágio, mas sua pretensão salarial não deve estar estampada no currículo, pois a vaga pode ser de um valor baixo, mas, em contrapartida, oferece outros benefícios atrativos para você. É importante lembrar que o estágio é o momento de aprimorar seus conhecimentos e aprender, esse não é o momento mais adequado de pensar numa remuneração alta. Sendo assim, só coloque a pretensão salarial se o anúncio da vaga solicitar.

Nível de inglês

Não destaque o que não sabe – essa é a regra básica na hora de preencher um currículo, especialmente quando se trata do domínio de idiomas. Se você não tiver um inglês avançado ou fluente, nem cogite mentir sobre seu conhecimento. Caso esteja fazendo um curso, coloque em qual nível está, quando irá terminar e o nome da instituição para que os recrutadores possam identificar suas habilidades. Como o inglês é um requisito fundamental para determinadas vagas, alguns recrutadores podem continuar a entrevista utilizando o idioma, caso você diga que possui certo conhecimento na língua. Portanto, tenha muito cuidado ao preencher essas informações.

Anexar certificados

Caso você tenha feito cursos que não são fundamentais para o cargo que irá disputar, não é preciso anexar qualquer documentação ao currículo, apenas liste essas informações nas qualificações profissionais. Se for necessário validar esses dados, certamente o recrutador ou o RH da empresa solicitará, posteriormente, a apresentação dos certificados.

Seja específico

Ao pontuar seus objetivos no currículo, evite usar termos genéricos como, por exemplo, “adquirir conhecimento pessoal” ou “ajudar a empresa a crescer”. Seja direto! Diga a área na qual deseja atuar e não cite nenhum cargo específico, mas deixe claro o que você busca com essa experiência. Isso pode aumentar suas chances durante o processo seletivo, uma vez que os recrutadores poderão avaliar se a vaga corresponde às suas expectativas e, igualmente, se o seu perfil corresponde àquilo que a empresa procura. Se você é um estudante de TI, por exemplo, é muito mais objetivo falar que deseja “aprimorar seus conhecimentos na área de programação da linguagem X”, do que somente dizer que “quer ampliar seus conhecimentos”.

Apresentação

Como não se trata de um trabalho acadêmico, que precisa ser entregue a seu professor, não faça nenhum tipo de capa para apresentar seu currículo. O uso de pastas também não é necessário, caso você queira entregá-lo pessoalmente. A simples apresentação do documento com as principais exigências já é o suficiente. Você deve apenas se preocupar em apresentá-lo em boas condições, sem rasuras ou dobras.

Textos apelativos

Por fim, não escreva nenhum texto apelativo junto ao seu currículo implorando pela vaga ou enaltecendo demais sua personalidade. Se tranquilize e espere a resposta da empresa, com um bom currículo em mãos, certamente você terá mais chances. Caso receba resposta negativa, também não se desespere. Há muito chão pela frente em sua trajetória profissional. E para finalizar, não fique parado enquanto espera pelo estágio. Procure se aperfeiçoar e investir em qualificação, pois, certamente, sua oportunidade chegará muito em breve.

Para ficar por dentro das oportunidades e ter mais dicas sobre carreira e mercado, cadastre-se gratuitamente no site da Companhia de Estágios e aumente suas chances de encontrar o estágio que você tanto espera. Boa sorte!

Sua carreira profissional começa em boa companhia.

Um único cadastro dá o direito para se aplicar a qualquer vaga e programas de experiência!