Blog Carreira & Mercado

Novas vagas
Artigos

Candidate experience: candidato reprovado falando bem da empresa? Isso é real e acontece com frequência

O termo candidate experience, que em português quer dizer experiência do candidato, se tornou muito comum nos últimos anos, especialmente para quem é do RH.

Tudo que envolve a vivência de um candidato com a marca empregadora refere-se ao candidate experience, seja desde o momento da atração até a última fase do processo seletivo.

Entretanto, essa experiência não fica restrita apenas aos candidatos e eles não ficam sabendo como são os processos seletivos apenas no momento em que vão participar de um. Isso se deve ao fato de que com a internet ficou muito mais fácil ter acesso a esse tipo de informação, principalmente, porque, hoje em dia, existem sites que avaliam as empresas de acordo com a opinião de pessoas que trabalham, trabalharam ou que apenas participaram de algum processo de seleção.

Desse modo, as pessoas já podem ter uma visão sobre o que é a empresa, porque ela fica exposta fica exposta o tempo todo na internet e isso contribui diretamente com a credibilidade e reputação da marca empregadora.

A avaliação dos candidatos nas redes sociais e seus comentários podem gerar engajamento com a marca ou expor uma situação vexatória. A pergunta é: um candidato reprovado continuaria comprando da sua empresa ou cogitaria participar de futuros processos seletivos?

Qual a importância do candidate experiencie?

Estar exposto o tempo todo na internet recebendo opiniões das pessoas sobre o que elas acham da sua empresa já é um bom motivo para querer proporcionar uma boa experiência para aqueles que participam de um processo seletivo na organização, contudo, essa não deve ser considerada a única razão importante.

Qualquer ação impacta diretamente na marca, independente se elas foram planejadas ou não. A forma como o candidato é recebido na empresa, o primeiro contato – seja ele feito por e-mail, telefone, WhatsApp – o tempo que cada etapa do processo seletivo leva, a forma como o recrutador se preocupa com o candidato, e também como é dado os feedback, sejam eles positivos ou negativos.

Todos esses aspectos influenciam no relacionamento que a empresa terá com os candidatos futuramente, independente se ele irá ser contratado ou não. E quando proporciona uma boa experiência para eles, é possível notar os seguintes aspectos:

  • Candidatos que não foram contratados costumam se inscrever para outras vagas na mesma empresa no futuro;
  • Os candidatos também costumam indicar a empresa para outras pessoas;
  • O relacionamento com a marca aumenta de maneira geral, fazendo com que esses candidatos continuem acompanhando a empresa mesmo que de longe.

Employee experience: a jornada continua

Embora o candidate experience seja fundamental, a empresa também precisa pensar no employee experience, que é a experiência do funcionário.  Até porque o recrutamento é apenas o primeiro passo da jornada do colaborador, uma vez que, ele precisa se sentir pertencente a empresa e toda a cultura que o cerca desde o primeiro contato.

E para que seja uma experiência positiva é necessário alinhar expectativas do colaborador e empresa com a necessidade de ambos. E um processo de seleção bem alinhado e planejado já consegue garantir isso.

As experiências não podem ser vistas e nem trabalhadas de forma isoladas, porque a jornada do colaborador é uma só e os conceitos de candidate/employee experience mostram justamente isso. Na verdade, essas estratégias são um único caminho que devem reforçar os valores e propósitos da empresa.

Employer branding

Impossível falar dos conceitos candidate/ employee experience e não falar sobre employer branding, que pode ser definido como o conjunto de técnicas que ajudam a gerar uma percepção positiva da empresa para o mercado.

É uma estratégia para conseguir atrair, reter, desenvolver e se destacar entres os concorrentes, trabalhando a própria marca para construir uma reputação cada vez mais forte. E os colaboradores e candidatos são peças fundamentais nesse processo, já que o que eles pensam acerca da empresa é muito importante para essa construção de credibilidade.

Pois, a principal finalidade do employer branding é reforçar os valores e pontos positivos da empresa, para fortalecer a imagem e atrair os talentos para o quadro de funcionários.

Esse processo que envolve candidate/ employee experience e employer branding, se torna, praticamente um ciclo, uma vez que, com uma marca fortalecida, os profissionais passam a buscar as empresas e a partir do momento que eles se candidatam e fazem algum processo seletivo, o trabalho de fortalecimento da marca se inicia.

Partindo disso, é possível entender como esses três termos estão conectados e como são fundamentais para uma marca empregadora de credibilidade. Se destacar no mercado e criar um bom relacionamento com as pessoas – sejam elas funcionárias ou não – é uma tarefa desafiadora, mas recompensadora.

A Companhia de Estágios é a consultoria mais bem avaliada do país com 4,7 de 5 No Google e Facebook! Que tal contar com um especialista em processos de seleção com foco em aprendizes, estagiários e trainees?A estratégia de fortalecimento da sua marca a partir do candidate experience pode começar agora!  Saiba mais em: www.ciadeestagios.com.br/empresas.

Sua carreira profissional começa em boa companhia.

Um único cadastro dá o direito para se aplicar a qualquer vaga e programas de experiência!