Blog Carreira & Mercado

Novas vagas
RH

Candidate experience: conceito, importância e como melhorá-la

candidate experience no talent acquisition

A melhor maneira de desenvolver bem uma equipe é contando com profissionais dedicados e que possuam um perfil alinhado com suas funções. Para isso, um dos enfoques do RH tem sido investir em Candidate Experience.

Sem uma experiência adequada nos processos seletivos, a relação dos candidatos com as empresas pode ser muito prejudicada. Consequentemente, os processos de atração enfraquecem, pois menos profissionais se interessarão pela organização.

Por outro lado, ao promover um primeiro contato de qualidade é possível melhorar a imagem dessa empresa e atrair os melhores talentos no mercado. Quer saber como isso pode ser feito? Explicamos ao longo deste artigo, então acompanhe!

O que é Candidate Experience?

Candidate Experience, em português, Experiência do Candidato é o nível de relacionamento que ele terá com a empresa durante todo o processo seletivo. Pode-se dizer que é a imagem formada da empresa a partir deste contato.

Este conceito se estende até mesmo à satisfação dos contratados. Segundo o levantamento do Carrer Builder, cerca de 68% dos mais de 1.100 entrevistados assumiram que sua experiência na seleção reflete a forma como a empresa lida com os funcionários.

Assim, promover uma boa experiência do candidato significa também melhorar  o relacionamento com os novos colaboradores. É por esses e outros motivos que o conceito vem se tornando relevante na área de Talent Acquisition.

Qual a importância do candidate experience?

Estar exposto o tempo todo na internet recebendo opiniões das pessoas sobre o que elas acham da empresa já é um bom motivo para proporcionar uma boa experiência aos candidatos de um processo seletivo na organização.

Isso, claro, além das vantagens associadas ao relacionamento dos profissionais com a organização. Contudo, essas não devem ser consideradas as únicas razões para o investimento.

Qualquer ação impacta diretamente na marca, independente se elas foram planejadas ou não. Assim, os canais de contato, diálogos, avanço de etapas e a comunicação com o recrutador são essenciais.

Todos esses aspectos influenciam no relacionamento que a empresa terá com os candidatos, independentemente se ele será contratado ou não. Assim, ao proporcionar uma boa experiência para eles, é possível notar os seguintes aspectos:

  • Candidatos que não foram contratados costumam se inscrever para outras vagas na mesma empresa no futuro;
  • Os candidatos também costumam indicar a empresa para outras pessoas;
  • O relacionamento com a marca aumenta de maneira geral, fazendo com que esses candidatos continuem acompanhando a empresa mesmo que de longe.
  • Os contratados entram na organização com uma visão muito positiva acerca da cultura organizacional;
  • Diminuição nos índices de rotatividade dos novos funcionários;
  • Menores gastos nas etapas de atração dos processos seletivos;
  • Perfis mais engajados e alinhados ao fit cultural da empresa.

Como melhorar a experiência dos candidatos?

Na prática, o processo de melhorar a experiência dos candidatos não é tão complexo. O principal intuito é proporcionar às pessoas uma visão sobre a marca que esteja adequada aos seus valores, além de positiva diante do mercado.

Isso possui um impacto positivo até mesmo nas vendas de uma empresa. Segundo a empresa britânica de telefonia do Reino Unido, Virgin Media, 18% de seus candidatos eram clientes e cancelariam sua assinatura diante de um processo inadequado.

Este é apenas um dos reflexos de uma experiência ruim. Outros pontos negativos quando um candidato passa por uma seleção insatisfatória culminam em outros problemas para a marca, como:

  • Visão ruim dos consumidores, dado que estes podem se sentir inseguros em se manter em empresas onde as pessoas estão insatisfeitas;
  • Perda de efetividade nos processos de seleção, pois os concorrentes podem acabar atraindo os melhores perfis;
  • Custos mais elevados nos processos seletivos, já que estes demandarão mais tempo;
  • Adaptação mais lenta e menos engajamento dos novos profissionais.

Na prática, embora existam estratégias para desenvolver uma boa relação com os candidatos, algumas atividades simples também contribuem para ela. No geral, boas práticas humanizam o processo seletivo e o vínculo, como, por exemplo:

Contato facilitado com o candidato

Se considerarmos que o Candidate Experience funciona como um verdadeiro marketing, é fundamental facilitar todo o relacionamento com o profissional. Assim como atrair clientes é essencial, trazer talentos para a empresa também.

Por isso, investir em redes sociais, personalização de e-mails e múltiplos canais de contato faz toda a diferença para que o candidato se sinta acolhido. Enfim, cada pessoa se sente bem ao ser tratada como única, assim como, de fato, é.

Valores claros

Deixar o profissional ciente dos valores da empresa, bem como as etapas do processo seletivo é uma maneira de passar confiança e credibilidade ao participante.

Além disso, tendo uma visão ampla sobre a cultura da empresa, o próprio candidato compreende se poderá se adaptar ou não. Isso contribui para a tomada de decisão do recrutador e para o entendimento do participante.

Como a tecnologia impacta na relação com os candidatos?

análise de currículos e tecnologia

Embora seja um grande desafio humanizar os processos seletivos com o uso de ferramentas, isso não significa que a tecnologia seja uma inimiga para o candidate experience.

Pelo contrário, a partir das formas de engajamento como o gamification, o processo pode ser muito mais simples e descontraído. No mais, transformar tarefas manuais em automatizações faz com que o RH dedique mais tempo aos candidatos, potencializando o contato.

Os processos de recrutamento online também tornam possível selecionar uma vasta gama de candidatos. Dessa maneira, todos os currículos podem ser avaliados automaticamente, sem que nenhum profissional qualificado passe despercebido no processo.

Assim, a tecnologia, quando bem empregada, melhora o processo seletivo, deixando-o menos pesado e estressante. O candidato, por sua vez, pode se sentir mais confortável e menos ansioso, o que melhora seu desempenho na seleção.

Entenda como a inteligência artificial no RH pode transformar as atividades do setor

Importância da Candidate Experience para o Employer Branding

Impossível falar dos conceitos candidate/employee experience e não falar sobre employer branding. O conceito pode ser definido como o conjunto de técnicas que ajudam a gerar uma percepção positiva da empresa para o mercado.

Employer Branding trata-se uma estratégia para conseguir atrair, reter e desenvolver talentos, destacando-se entres os concorrentes. Assim, a empresa trabalha a própria marca para construir uma reputação cada vez mais forte.

Devemos ressaltar, claro, que os colaboradores e candidatos são as peças fundamentais nesse processo. Isso porque o que eles pensam acerca da empresa é muito importante para essa construção de credibilidade.

Sendo assim, a principal finalidade do employer branding é reforçar os valores e pontos positivos da empresa. Consequentemente, é possível fortalecer a imagem e atrair os talentos para o quadro de funcionários.

Esse processo que envolve candidate/employee experience e employer branding, se torna, praticamente, um ciclo. Com uma marca fortalecida, os profissionais passam a buscar ainda mais as empresas.

Assim, partindo do momento que eles se candidatam e fazem algum processo seletivo, o trabalho de fortalecimento da marca se inicia. Em seguida, é possível entender como esses três termos estão conectados e como são fundamentais para uma marca empregadora de credibilidade.

Se destacar no mercado e criar um bom relacionamento com as pessoas – sejam elas funcionárias ou não – é uma tarefa desafiadora, mas recompensadora para a organização.

Comece uma estratégia de Employer Branding para o Candidate Experience de sua empresa com as soluções da Companhia de Estágios!

equipes engajadas rh

Conclusão

Com meios de comunicação muito mais desenvolvidos, a necessidade de manter uma imagem positiva para os candidatos é fundamental nas empresas. Processos monótonos de seleção simplesmente podem anular a visão positiva da organização.

Pensando nisso, principalmente os profissionais de Talent Acquisition valorizam crescentemente o conceito de candidate experience nos processos seletivos. A imagem fortalecida é essencial para o sucesso da empresa.

Tornar a abordagem mais humanizada e o contato transparente faz com que os novos colaboradores tenham muito engajamento no início da trajetória. Assim, se tornam funcionários mais alinhados com a marca, posteriormente.

No mais, realizar um bom processo de employer branding também requer atenção à candidate experience. Trata-se da maneira mais efetiva de atrair talentos e formar uma cultura organizacional produtiva e engajada!

Leia também:

 

 

 

Novas vagas