Blog Carreira & Mercado

Novas vagas
Candidato

Veja clichês que os recrutadores estão cansados de ouvir — e como evitá-los para se destacar na entrevista

Não é fácil estar frente a frente com um recrutador. Além de responder perguntas desconfortáveis, o motivo de estar ali é dos mais relevantes: conquistar uma vaga de emprego, muitas vezes na empresa dos sonhos. Ou seja, mesmo estando confiante, é preciso lidar com a expectativa e a ansiedade.

Veja nossas vagas abertas 

Embora não exista fórmula mágica para responder às perguntas em uma entrevista de emprego, algumas armadilhas podem, sim, ser evitadas. A principal delas? Clichês.

Quando o candidato usa clichês, dá justificativas manjadas e aposta em respostas vazias, por falta de coragem ou medo de errar, ele perde a oportunidade de ser autêntico e de fisgar a atenção do recrutador.

Como nós não queremos que isso aconteça com você, listamos os principais clichês e mostramos como evitá-los na conversa com o recrutador.

1. “Meu maior defeito é ser perfeccionista”

Esse é um dos clichês que os entrevistadores estão cansados de ouvir ao questionar sobre pontos fracos. Mas ser perfeccionista está longe ser uma falha, ainda mais para alguém que está em início de carreira.

O que falar: essa é uma resposta muito pessoal. Então, o mínimo que se espera é honestidade. Claro que é muito difícil falar abertamente sobre um defeito e a tendência é escondê-lo, no entanto, a dica é ser sincero com o recrutador e, mais importante, propositivo também. Ou seja, ao revelar um ponto de melhoria técnico ou comportamental, procure apresentar soluções, mostrando o que faz para melhorar esse aspecto.

Veja dicas para convencer o recrutador durante a entrevista de emprego 

Se você costuma se distrair, pode até contar isso, mas precisa detalhar quais atitudes vem tomando para evitar que o problema prejudique o seu desempenho e as suas atividades no dia a dia.

Para isso, vale citar metodologias, livros e outras ferramentas que vem ajudando você a desenvolver a concentração e também dar exemplos de situações em que manteve o foco e obteve resultados.

Lembre-se: autoconhecimento e abertura para aprender fazem parte do desenvolvimento profissional. Quanto faz esse tipo de pergunta, o recrutador quer investigar se você tem essas habilidades.

2. “Sou muito proativo”

Assim como você precisa saber falar de defeitos, precisa ter consciência de quais são as suas qualidades e os seus pontos fortes. De novo, tome cuidado com afirmações rasas, do tipo “sou proativo”, “adoro trabalhar em equipe”; “sou flexível”. Todas essas características são bastante valorizadas no mercado, mas além de dizer que as têm, você deve demonstrar isso de maneira clara e objetiva.

O que falar:  o recrutador quer ouvir histórias reais, momentos em que você foi colocado à prova e nos quais as habilidades citadas foram importantes para lidar com a situação. Pensando em vagas de estágio, nós não estamos falando apenas de experiência profissional, ok?

Se você nunca trabalhou formalmente em uma empresa, cite desafios que enfrentou na faculdade, na família, no grupo de trabalho voluntário. Mostrar uma situação concreta da vida real evita a impressão de que você é escorregadio e está fazendo de tudo para agradar.

3. “Gosto de pensar fora da caixa”

Essa é outra frase muito comum em uma entrevista de emprego. Certamente ser criativo é importante para o mercado de trabalho atual, mas essa expressão é tão usada pelos candidatos que perdeu o sentido e o frescor para os recrutadores. Se você é criativo mesmo, então demonstre isso.

Como mandar bem na entrevista de emprego

O que falar: as pessoas precisam usar a imaginação quando precisam solucionar problemas. Em vez de se classificar como alguém que pensa fora da caixa, prepare-se antes da entrevista para ter na ponta da língua uma situação em que usou sua capacidade criativa. Isso vai ajudar o recrutador a enxergar o seu potencial de contribuir com o time e fazer a diferença com suas ideias.

4. “Quero contribuir com o crescimento da empresa”

Isso é o que a maioria dos candidatos diz quando questionados sobre o que esperam do futuro. É uma resposta difícil, nós sabemos, pois nem sempre há clareza daquilo que se deseja lá longe.

O que o recrutador deseja analisar com essa pergunta é quais são as suas perspectivas profissionais e de vida. Dizer que tem vontade de colaborar com o crescimento da companhia não dá pista alguma.

O que falar: fale o que realmente deseja fazer da sua vida. Juntar dinheiro para fazer sua primeira viagem internacional? Aprender um novo idioma? Ter um cargo de liderança? Saia do lugar-comum e mostre como deseja progredir.

Seja você mesmo durante as entrevistas e deixe que as pessoas o conheçam. Quanto mais verdadeiro e transparente você for, mais chance tem de conseguir uma vaga alinhada aos seus objetivos e uma empresa com cultura e propósito que combinam com o que você acredita.

Quer ler mais dicas de como se dar bem nos processos seletivos? Fique de olho no blog da Companhia de Estágios. E, claro, acompanhe nosso site para se inscrever para as melhores vagas de estágio do mercado.

Sua carreira profissional começa em boa companhia.

Um único cadastro dá o direito para se aplicar a qualquer vaga e programas de experiência!