Blog Carreira & Mercado

Novas vagas
Artigos, Carreira,

Como a exposição nas redes sociais pode impactar sua futura promoção

A primeira impressão é a que fica. Como a exposição nas redes sociais pode impactar sua futura promoção.

O uso das redes sociais para buscar informações quando se deseja comprar um produto ou contratar um serviço se estendeu ao mercado de trabalho – da mesma forma, recrutadores e gestores recorrem aos sites de relacionamento para buscar informações dos candidatos. Boa parte das empresas já estão nesse meio, promovendo interação e divulgação dos seus serviços também nas redes sociais. Além de facilitar a comunicação com seu público alvo, o mundo virtual possibilitou reconhecer o perfil pessoal dos candidatos à vagas na organização.

Por isso é importante ter cautela com o conteúdo postado em nossas redes sociais diariamente, se o nosso perfil nas redes ira impactar ou até mesmo prejudicar nossa vida profissional. Tomar alguns cuidados para preservar a imagem pode ser um fato impactante em sua carreira.

A ideia de descontração oferecida no ambiente das redes sociais faz com que os usuários revelem seus verdadeiros gostos e opiniões quando se sentem “livres” de supervisão. Essa diversão virtual vai contra a seriedade de um perfil executivo esperado por muitas organizações e isso pode tirá-lo da disputa por uma promoção ou de um processo seletivo de empresas concorridas. Existem casos relatados por empresas de recrutamento onde triaram um excelente currículo para um cargo importante em uma multinacional, mas ao entrar em seu perfil não se encaixava nos valores da empresa e resultou no descarte do candidato, mesmo antes da entrevista presencial.

Outro exemplo clássico de discordância é de funcionários que reclamam de falta de tempo para realizar tarefas, mas que sempre estão online postando conteúdo visto pelas empresas como irrelevante. Outra questão comum, principalmente no perfil do brasileiro, é que muitos usam a rede para expressar opinião política ou para participar de grupos polêmicos que demonstram preconceitos, isso pode atrapalhar seu plano de carreira uma vez que o profissional deve ter postura imparcial.

As empresas podem monitorar o perfil virtual dos funcionários?

Seu perfil na rede social é aberto e as informações são públicas e, sim, as empresas podem e estão de olho no que você posta. Em pesquisa recente publicada pela multinacional Manpower mostrou que as empresas brasileiras são as que mais controlam o perfil pessoal nas redes sociais, a pesquisa contou com 34 mil empresas no mundo e confirmou que uma simples reclamação do chefe nas redes pode custar caro.

Para os gestores é importante saber que o motivo de uma dispensa não pode ser fundamentado em questões pessoais como religião, time de futebol, opção sexual. A empresa estará praticando preconceito e pode sofrer punições. Ao fazer a seleção o perfil do candidato, as informações devem ser analisadas como um todo, como um meio para achar características que correspondam aos valores da organização. Caso exista um único motivo pessoal, que não se encaixe na expectativa, o mesmo não deve ser abordado como fator determinante para o descarte.

Mas porque as empresas se importam com o comportamento do funcionário nas redes sociais?

A principal preocupação é que o perfil dos candidatos esteja alinhado com os valores da empresa. Afinal, empresas são compostas por pessoas – ainda mais quando existe o vinculo empregatício. É importante existir concordância entre a imagem da empresa, seus objetivos e o perfil do profissional a ser contratado.

O que as empresas procuram saber através de seu perfil?

Elas buscam saber seus valores, objetivos futuros, como você se posiciona perante a sociedade, seu vestuário e etc.

Como posso usar as redes sociais com tranquilidade, sem interferir na política da empresa em que trabalho e, ao mesmo tempo, passar uma boa imagem pessoal e profissional?

Use as configurações de privacidade disponíveis em cada rede social assim apenas seus amigos verão suas publicações pessoais. Da mesma forma, reflita sobre a ética e a relevância do que você está escrevendo.

Existe alguma lei que regulamenta o uso dos perfis pessoais?

Além das leis que já existem para regulamentar o uso da internet, cada empresa contém sua política interna que deve ser informada ao funcionário na contratação, descritas por meio de documento que deve ser assinado pelo funcionário.

Para se tornar um candidato em potencial, além de investir em cursos para melhorar seu currículo, cuide da sua imagem virtual. Como dizem, a primeira impressão é a que fica. Logo, você pode até ser um profissional responsável, mas a percepção do outro pode ser significativamente influenciada pelo que ele vê no seu perfil online. Use as ferramentas digitais ao seu favor, pois elas também podem ser um diferencial e ajuda-lo a construir uma boa imagem. Boa sorte!

Su carrera profesional comienza en buena compañía.

Un único registro le da el derecho de aplicación en todos los programas de trabajo y la experiencia!