Blog Carreira & Mercado

Novas vagas
RH

Como planejar e aplicar o fit cultural em processos de seleção?

fit cultural

Atualmente, as exigências para a contratação de bons profissionais estão cada vez mais voltadas para os aspectos comportamentais. Se antes as características técnicas eram as mais importantes, hoje o fit cultural ganha a mesma relevância.

Essa perspectiva se justifica no estudo publicado pela Robert Walters, onde cerca de 90% dos contratantes afirmaram que considerar esse aspecto no profissional é importante.

Sabendo disso, qual a melhor maneira de desenvolver e selecionar candidatos com o perfil cultural adequado para a empresa? Iremos explicar ao longo deste conteúdo, confira!

Conheça o estudo da Companhia de Estágios sobre a visão do RH sobre o mercado de estágio com nosso material gratuito!

O que é o fit cultural?

Fit cultural é a chance de um profissional se adequar às normas, culturas e valores de uma organização. Pode-se dizer que é o conjunto de características comportamentais que se alinham às da empresa, tornando o colaborador mais produtivo e melhorando sua adaptação.

Assim, quando uma organização possui um modelo com valores e práticas específicas, é fundamental encontrar profissionais que compartilhem dos mesmos princípios. De outra maneira, torna-se muito mais difícil manter o ambiente corporativo alinhado ao que foi estabelecido como modelo.

Mas, afinal, o que é avaliado para identificar o fit cultural de um candidato? Bem, são todas as suas características pessoais, que anteriormente não eram tão reconhecidas pelos contratantes. São aspectos como:

  • Proatividade;
  • Transparência;
  • Comunicação;
  • Postura.
  • Entre outros.

Até personalidade pode ser considerada ao definir o fit cultural de um candidato. Tudo isso serve como base para antecipar possíveis conflitos do profissional no período de adaptação aos processos da empresa.

por que realizar a avaliação de fit cultural

Por que realizar a avaliação de fit cultural?

Como se pode imaginar, adotar uma avaliação profunda de fit cultural traz diversas vantagens para uma instituição, já que é uma forma de antecipar possíveis problemas ao contratar colaboradores. Algumas delas são:

Contratações mais seletivas

Considerar aspectos que vão além das condições técnicas torna os processos seletivos muito mais precisos. Assim, ao estabelecer padrões comportamentais desejados é possível selecionar muito melhor os melhores candidatos para as vagas.

Redução  de turnover

Problemas como descontentamento e insatisfação nos profissionais também podem ser evitados quando eles possuem um fit cultural adequado. Imagine que, por exemplo, um profissional altamente autônomo seja contratado em uma organização que valoriza muito o sistema de hierarquia.

Nessa circunstância, é possível que, com o tempo, esse colaborador se sinta insatisfeito com o sistema. Esse problema poderia ser resolvido facilmente se a contratação considerasse seu perfil mais autônomo selecionasse um profissional mais familiarizado com os sistemas hierárquicos.

Assim, o volume de saída de profissionais insatisfeitos pode ser diminuído com um alinhamento entre o sistema da organização e os interesses do colaborador. Devemos lembrar que altas taxas de turnover são muito prejudiciais para a empresa, e diminuí-las significa reduzir gastos com novas contratações.

Maior engajamento de profissionais

Estando com suas crenças e objetivos em acordo com suas atividades na empresa, é muito comum que os colaboradores sintam-se mais motivados. Dessa maneira, suas funções são exercidas com maior empenho e seu engajamento com as tarefas aumenta.

Planejando o fit cultural: o que deve ser feito

Um ponto muito importante a se ressaltar é que planejar o fit cultural não significa acabar com a diversidade nas contratações. Na verdade, é importante definir aspectos que sejam importantes para a empresa sem tornar seu ambiente restrito a perfis específicos de pessoas.

Tendo isso em vista, o fit cultural não envolve aspectos físicos ou discriminatórios. Seu intuito, na verdade, é selecionar candidatos com comportamentos que se encaixam melhor na organização. Assim, para defini-lo, é possível seguir os passos abaixo:

1. Defina as características da organização

Antes de mais nada, é preciso identificar aspectos que a empresa já possui para entender o que deverá ser esperado pelo colaborador. Algumas perguntas a serem feitas para isso podem ser:

  • Preciso de profissionais com liderança? Ou seja, nessa organização, os colaboradores atuam com autonomia?
  • A empresa é aberta para inovações e mudanças?
  • O conhecimento e aprendizado é estimulado nos profissionais?
  • A comunicação desta empresa é fluida ou restrita?

2. Defina e implemente os valores da empresa

Ao conhecer os principais pontos da empresa, é possível definir os seus valores. A exemplo, se a empresa é voltada para a inovação, um de seus valores pode ser a criatividade e capacidade de arriscar.

Além disso, é válido também definir as características comuns que os colaboradores terão nessa organização em específico. Se a empresa estimula o aprendizado, um desses valores pode ser o estudo constante.

3. Adote o fit cultural no recrutamento

Por fim, é essencial incorporar o fit cultural às estratégias de divulgação das vagas no momento do recrutamento. Para isso, é possível inserir as soft skills mais importantes nas descrições das vagas e, até mesmo, na página de carreiras da empresa.

Como aplicar o fit cultural nos processos seletivos?

Já nos processos de seleção, existem diversas maneiras de identificar aspectos-chave no fit cultural dos profissionais. Abaixo, conheça algumas delas:

  1. Dinâmicas de grupo: são excelentes para conhecer o nível de habilidade com trabalhos em equipe dos candidatos;
  2. Testes comportamentais: para conhecer o perfil psicológico do profissional, bem como seus objetivos e maneiras de reagir ao estresse e novos desafios;
  3. Entrevista: é um modo de fazer perguntas diretamente ao candidato e avaliar qualidades como oratória, transparência e intuitos profissionais.

Dessa maneira, é possível avaliar o fit cultural do profissional nas mais diversas etapas do processo seletivo. Vale considerar também detalhes que passam muitas vezes despercebidos, como a disponibilidade e assiduidade do candidato ao longo do processo seletivo.

A Companhia de Estágios pode te ajudar a contratar talentos com base em um fit cultural, conheça-nos!

conclusão fit cultural

Conclusão

A contratação de profissionais que façam a diferença e se destaquem no mercado é muito complexa, por isso não basta considerar somente as competências técnicas.

É daí que surge a necessidade de um fit cultural, capaz de prever quais perfis se adaptam melhor e exercem suas funções de maneira mais promissora nas empresas.

Assim, para identificar corretamente os melhores profissionais, é preciso não só promover bem a vaga e a empresa, mas identificar se a organização está alinhada ao que o candidato busca.

Leia Também: