Blog Carreira & Mercado

Novas vagas
Candidato

Como identificar um estagiário talentoso mesmo sem experiência

Não basta cursar uma boa faculdade ou ter referências de escolas conceituadas, os fatores que indicam o potencial talento de um estudante vão muito além e devem ser observados com atenção durante o processo seletivo para garantir que tanto o jovem quanto a organização tirem o melhor proveito da experiência. Para isso, os recrutadores devem fazer as perguntas certas e avaliar bem o desempenho do candidato na entrevista, no entanto, alguns quesitos costumam impedir a fluidez dessa etapa. Entre eles está a falta de vivência profissional apresentada pela maioria dos aspirantes à vaga.

Mas, mesmo sem experiência prévia, algumas atitudes podem indicar sinais de um jovem com uma carreira promissora, portanto, é possível driblar esse e outros impedimentos que possam surgir para atrapalhar o sucesso do processo, aplicando algumas estratégias facilitadoras que irão garantir a escolha do candidato ideal para a vaga designada. Afinal, ambas as partes saem ganhando: a empresa otimiza o tempo e os custos do recrutamento e o candidato inicia o complemento prático de sua formação em uma oportunidade compatível com seu perfil e objetivos.

Expectativas alinhadas

Antes de selecionar candidatos para vagas de estágio é importante que as empresas entendam o papel do novo colaborador e qual o objetivo desejado. Para isso, os gestores devem traçar um perfil organizacional, ou seja, é recomendável que os profissionais que atuarão diretamente com o estudante façam uma análise para definir o perfil do estagiário que a empresa precisa para determinada vaga. Dessa forma é possível identificar, durante o recrutamento, quais estudantes atendem mais aos critérios pré-definidos.

Cheque o nível de interesse

É importante também verificar se o estudante fez a “lição de casa” e pesquisou sobre a organização. Isso demonstra maior interesse em fazer parte do time, e ainda fornece uma percepção mais ampla ao jovem sobre a empresa e o que esperam dele. Essa atitude é altamente benéfica e ajuda a identificar o grau de comprometimento, já que o jovem investiu seu tempo em conhecer um pouco mais sobre a organização.

De olho na hora

Outro fator que mede o comprometimento do candidato é a pontualidade. Atrasos geralmente contam pontos negativos em qualquer entrevista de emprego, seja ela para estágio ou não. Mas, todos sabemos que imprevistos acontecem, e a situação pode ser usada para analisar o comportamento do candidato diante do contratempo: se ele avisa com antecedência, é sinal de que é comprometido e realmente está interessado. Portanto, vale a pena dar mais uma chance.

Como avaliar um candidato que nunca trabalhou

Essa é uma das principais diferenças entre uma entrevista para uma colocação convencional e uma vaga para estágio. Isso porque, no primeiro caso, os profissionais de recursos humanos costumam checar, primeiramente, as experiências anteriores, já no segundo isso não é possível, pois o estágio visa contemplar justamente o profissional em formação e complementar seus conhecimentos.

Mas isso não é um grande problema, pois há outras formas de identificar as características e conhecimentos dos estudantes. Eles certamente já desenvolveram trabalhos em equipe, seja na escola, na vida social ou no ambiente acadêmico. A dica é questioná-los sobre qual foi a posição ocupada e o trabalho desempenhado nessas situações, pois é possível descobrir traços de personalidade intrínsecos, como liderança, habilidade para falar em público, facilidade em desenvolver atividades em grupo, timidez, entre outras.

Priorize perguntas que exijam respostas contextualizadas, como aquelas que pedem para descrever uma situação ou alguma característica, assim, o discurso poderá ser revelador. Outro quesito que diz muito a respeito do estudante é o voluntariado. Uma atividade dentro do campo de atuação ou em áreas correlatas demonstra características pertinentes à vaga, já trabalhos voluntários em atividades diferentes ajuda a identificar hábitos, preferenciais e características pessoais marcantes que podem impactar na postura profissional do jovem.

Atenção às habilidades indispensáveis

Sabe aquele aluno que ama português, mas tem medo da matemática e tudo o que envolva números? Ou aquele que se sai melhor em artes e é muito criativo? Ou ainda o que se destaca em matérias de raciocínio lógico, mas não se dá bem com os conteúdos de humanas? A resposta para essas questões pode dizer muito sobre o estudante, por isso, perguntas relacionadas às matérias preferidas não podem faltar na avaliação. Afinal, elas denotam os temas, assuntos e atividades que o estagiário em potencial terá mais facilidade ou dificuldade em desenvolver.

Os cursos complementares são outro ponto importante, mas não se atente apenas à presença deles no currículo, o ideal é pedir que o estudante fale brevemente sobre o que mais gostou, quais trabalhos desenvolveu ao longo do curso e qual seu maior aprendizado, pois, isso, além de revelar se o estudante domina ou não o conteúdo, ainda demonstra suas habilidades e aptidões com maior clareza.

Investimento estratégico

Ao optar pela contratação de um estagiário, a empresa tem a oportunidade de ter em sua equipe um jovem profissional que está disposto a ser lapidado para desenvolver sua carreira e melhor atender às necessidades da organização. Além disso, o jovem em formação pode contribuir de forma significativa para o crescimento do negócio, pois, é um profissional que está em contato direto com todas as novidades do mercado e dispõe de muita energia e vontade de aprender. Portanto, essa é uma excelente oportunidade para treinar o novo colaborador e alinhá-lo à missão, visão e valores da organização, visando firmar um contrato estável com o estudante após o fim do estágio e ter um profissional apto e adequado à cultura da empresa.

Onde encontrar

Esse público alvo, ao contrário de antigamente, não sai mais de porta em porta entregando currículos. A tecnologia está enraizada na vida desses jovens e domina a maioria dos processos realizados, e, com a busca por uma oportunidade não é diferente, por isso, o melhor lugar para encontrar os estagiários com potencial talento é na web.

Um levantamento exclusivo da Cia de Estágios revelou que as ferramentas digitais se consolidaram como principal recurso na procura por vagas: 29,6% dos entrevistados que especificaram o meio até a vaga afirmam que conseguiram uma oportunidade através das plataformas de divulgação, tanto é que, grande parte alega ter cadastro em até cinco sites de recrutadoras diferentes, já a relevância dos sites das próprias empresas nesse quesito caiu de 10,4% em 2016 para 8,3% em 2017.

Portanto, se você quer encontrar os melhores estagiários para a sua empresa, cadastre-se no site da Cia de Estágios e tenha acesso a um banco de dados completo capaz de encontrar o perfil ideal à vaga disponível.