Blog Carreira & Mercado

Novas vagas
RH

O que é ATS e como ele torna o processo de R&S mais eficaz!

ats o que é como utilizar

A implementação de tecnologias nas empresas é cada vez mais evidente em todos os setores. Na área de Recursos Humanos isso não difere, principalmente com o uso de ferramentas como o ATS.

Dado o volume de cadastros recebidos ao anunciar uma vaga, especialmente trainee ou de estágio, o software ATS (Applicant Tracking System), é capaz de armazenar, ler e ranquear currículos

Assim, é possível rastrear os profissionais mais alinhados à vaga com bastante agilidade. Quer saber mais detalhes sobre como a tecnologia pode auxiliar no recrutamento? Continue a leitura e entenda melhor o software e suas funções.

Leia também: Gamificação no RH: Vantagens, exemplos e como implementar

O que é ATS

Em tradução livre para o português, a sigla ATS significa sistema de rastreamento de candidatos.

Na prática, é justamente isso que a tecnologia faz, ou seja, auxilia a companhia a navegar pelo mar de currículos em busca dos perfis mais adequados para uma vaga.

Por meio de filtros, testes e formulários, o ATS consegue analisar um grande volume de informações, verificando rapidamente quais estudantes têm os pré-requisitos que a organização está procurando.

Nesta varredura, é possível analisar graduação, vivências e habilidades em segundos, algo que um recrutador levaria dias (ou semanas) para realizar.

Por que usar o ATS

Pesquisas de mercado mostram que empresas que usam ATS relatam melhorias na experiência dos candidatos, encurtamento do tempo para preencher as posições e redução de rotatividade.

Isso acontece porque, diferente de outros tipos de tecnologias de recrutamento e seleção, os softwares de rastreamento vão além. De que maneira?

Eles permitem contratar não só por competências técnicas mas também por fit cultural, ou seja, por alinhamento com a cultura e os valores organizacionais.

Vamos pensar numa vaga para marketing. O ATS verifica se o candidato tem Excel e experiência em planejamento de mídia, por exemplo, e ainda consegue entender se a pessoa tem o perfil comportamental desejado, averiguando adaptabilidade, comunicação, capacidade de colaborar, entre outras habilidades.

Benefícios do ATS

As vantagens do ATS são inúmeras. A principal delas é liberar, por meio de inteligência artificial e machine learning, os recrutadores, permitindo que eles possam dedicar mais tempo ao engajamento com os futuros estagiários e trainees.

Quando o contratante consegue promover uma boa experiência aos talentos, com conversas estimulantes e possibilidade de feedback, melhora a percepção que o profissional tem da empresa e fortalece a marca empregadora. Isso é fundamental para encantar gerações como a Z, com jovens críticos e antenados.

Redução de custos

Este tipo de ferramenta elimina burocracias e papelada e, com isso, torna os processos seletivos mais ágeis, diminuindo o custo com recrutamento e seleção.

Quanto mais longo o processo, mais custoso ele é. Em um mercado de trabalho competitivo, onde contratar os melhores talentos está cada vez mais complexo e caro, isso faz toda diferença.

Banco de dados e gestão de indicadores

O ATS funciona como um banco de dados, tendo todas as informações necessárias sobre o processo seletivo e os candidatos estruturados.

Desta forma, analistas e gestores de RH podem verificar o histórico sempre que necessário. Consequentemente, o RH consegue analisar uma série de indicadores, como:

  • Número de candidatos;
  •  Média de desistências;
  • Predominância dos perfis que participaram do processo;
  • Além de outros dados relevantes para a seleção.

Maior agilidade na seleção de candidatos

A padronização das ações tomadas ao longo do processo seletivo é capaz de impedir possíveis gargalos que expandem a duração da seleção.

Com a tecnologia ATS, portanto, os gestores podem ter uma comunicação enxuta e ampliar suas atividades, também por causa da automatização de algumas tarefas.

Consequentemente, o processo de triagem e entrevistas é simplificado, agilizando a decisão da contratação do profissional adequado.

Comunicação mais fluida e integração de plataformas

A comunicação com os candidatos também é favorecida com o software de ATS. Se tradicionalmente a organização precisaria escrever diversos e-mails de feedback, o software proporciona templates que podem ser rapidamente personalizados.

Isso melhora a visão dos jovens diante da organização e seus processos, além de potencializar a satisfação dos profissionais que são contratados.

A utilização de ferramentas como o WhatsApp nesse processo também faz toda a diferença para um diálogo humanizado e direto.

Trata-se, também, da integração de plataformas digitais que o software promove. As redes como o LinkedIn podem ser incorporadas à ferramenta ao longo das etapas de seleção.

Consequentemente, a empresa pode ter uma visão mais ampla acerca do perfil dos candidatos ao longo das etapas de entrevista.

O que avaliar para escolher o melhor ATS?

No momento de implementar o sistema nos processos seletivos é muito importante entender as prioridades dessa ferramenta para as empresas. Isso porque nem sempre o software está completo e alinhado às últimas atualizações tecnológicas.

Como cada organização possui diferentes necessidades. Por isso, confira abaixo as principais funcionalidades a se avaliar antes da contratação do sistema.

1. Testes oferecidos

Os testes técnicos e de comportamento são muito valiosos em processos de recrutamento online, por exemplo. Sem a avaliação presencial, as informações obtidas pelos testes se tornam a chave para compreender melhor o candidato.

Sendo assim, avalie se a ferramenta disponibiliza testes completos de perfil psicológico e capacidades técnicas. Essas análises podem também diminuir o turnover, já que fornece visões a longo prazo acerca do perfil do candidato.

2. Uso da inteligência artificial

A utilização de inteligência artificial de última geração também é um grande diferencial nas ferramentas de ATS. Essa tecnologia será responsável por selecionar e filtrar candidatos, além de otimizar o software de forma crescente.

Por outro lado, com uma utilização menos atualizada, pode ser que diversas funcionalidades e automatizações não possam ser utilizadas. Dessa forma, o sistema se torna menos efetivo e demanda mais tempo dos profissionais.

Pensando nisso, a utilização de sistemas de IA e Machine Learning, como mencionamos, é sempre muito valiosa na hora de escolher o software. Avalie também se o serviço é constantemente atualizado pelo fornecedor.

3. Nível de personalização

Mesmo que desejem um perfil parecido de profissionais, as empresas possuem diferentes demandas no que se refere aos processos seletivos. Além disso, com um fit cultural único, é fundamental personalizar a seleção de acordo com ele.

Assim, o ideal é escolher uma opção que promova modificações e criações de etapas que façam sentido à equipe de RH e aos interesses da empresa.

Por isso, seja na construção das etapas, nos testes implementados ou mesmo no formato da entrevista, é muito importante ter um sistema que promova autonomia.

A exemplo, no momento de enviar feedbacks aos candidatos, opte por um ATS que permita personalizações completas da mensagem. Dessa maneira, a empresa reforça sua marca e preocupação com a experiência dos participantes.

4. Automatização e experiência do candidato

No momento da escolha, avalie também se o software promove funções voltadas para a experiência do candidato ao longo do processo. Muitas vezes, a falta de humanização das ferramentas acaba por deixar uma imagem negativa do processo.

Para evitar isso, identifique sistemas de feedback, inclusão e conheça os relatórios de acompanhamento oferecidos por esse sistema.

Assim, é possível compreender a jornada de cada um dos candidatos, bem como a melhor abordagem no resultado do processo.

Vale ressaltar, ainda, que por natureza o ATS costuma oferecer exeperiências mais satisfatórias aos profissionais.

Uma pesquisa realizada pela Capterra indicou que cerca de 94% dos candidatos e recrutadores sentiram um impacto positivo do sistema ao longo da seleção.

ats e experiência do candidato

Conheça o ATS da Cia. de Estágio com tecnologia de ponta

Com o intuito de facilitar a seleção de talentos de vagas de estágio e trainee, a Companhia de Estágios conta com diversas tecnologias para os processos seletivos.

Além de um recrutamento que conta com tecnologias de última geração como a IA,oferecemos soluções que promovem diversidade e inclusão nos processos.

Também contamos com ferramentas personalizáveis para as necessidades de sua empresa, de forma a garantir a melhor experiência para o candidato e para seu RH.

Trata-se da ferramenta de avaliação de desempenho e projetos. Com ela, é mais simples monitorar os resultados do processo e explorar formas de otimizá-lo frequentemente.

Conheça as soluções tecnológicas de ATS da Companhia de Estágios e implemente-as hoje mesmo em sua empresa!

software ats como implementar

Conclusão

A utilização de novas tecnologias proporciona maior facilidade em processos tradicionalmente repetitivos e ainda evita falhas humanas nas atividades.

O ATS é um sistema voltado para o recrutamento e seleção do setor de RH, promovendo diversas melhorias na escolha de candidatos.

Com experiências mias humanizadas e ágeis, a empresa pode alinhar melhor o fit cultural do candidato às suas próprias demandas. Assim, é possível até mesmo planejar um sistema de gestão por competências, muito efetivo para as organizações.

A escolha das melhores ferramentas do mercado é o passo inicial para garantir bons resultados de seleção nas atividades. Pensando nisso, conte com a Companhia de Estágios para incorporar o ATS e melhorar a performance do RH.

Baixe nosso e-book com um estudo inédito sobre os impactos da pandemia para estagiários no Brasil. Clique aqui para fazer download!

Novas vagas