Blog Carreira & Mercado

Novas vagas
RH

Vale a pena usar sistemas de rastreamento em vagas de estágio e trainee?

Ao anunciar uma vaga de emprego nas redes sociais, a chance de o RH receber centenas ou até milhares de currículos é enorme, principalmente em programas de estágio e trainee, que têm grande apelo.

Para evitar que bons candidatos sejam deixados para trás porque o time de recrutamento e seleção simplesmente não conseguiu avaliar todos os currículos, existe o ATS (Applicant Tracking System), um software capaz de armazenar, ler e ranquear currículos, rastreando profissionais com bastante agilidade.

Que saber mais detalhes sobre como a tecnologia pode auxiliar no recrutamento? Continue a leitura e entenda como esse tipo de software pode criar processos seletivos mais eficazes e justos.

O que é ATS

Em tradução livre para o português, a sigla ATS significa sistema de rastreamento de candidatos.

Na prática, é justamente isso que a tecnologia faz, ou seja, auxilia a companhia a navegar pelo mar de currículos em busca dos perfis mais adequados para uma vaga.

Por meio de filtros, testes e formulários, o ATS consegue analisar um grande volume de informações, verificando rapidamente quais estudantes têm os pré-requisitos que a organização está procurando.

Nesta varredura, é possível analisar graduação, vivências e habilidades em segundos, algo que um recrutador levaria dias (ou semanas) para realizar.

Por que usar o ATS

Pesquisas de mercado mostram que empresas que usam ATS relatam melhorias na experiência dos candidatos, encurtamento do tempo para preencher as posições e redução de rotatividade.

Isso acontece porque, diferente de outros tipos de tecnologias de recrutamento e seleção, os softwares de rastreamento vão além. De que maneira?

Eles permitem contratar não só por competências técnicas mas também por fit cultural, ou seja, por alinhamento com a cultura e os valores organizacionais.

Vamos pensar numa vaga para marketing. O ATS verifica se o candidato tem Excel e experiência em planejamento de mídia, por exemplo, e ainda consegue entender se a pessoa tem o perfil comportamental desejado, averiguando adaptabilidade, comunicação, capacidade de colaborar, entre outras habilidades.

Benefícios do ATS

As vantagens do ATS são inúmeras. A principal delas é liberar, por meio de inteligência artificial e machine learning, os recrutadores, permitindo que eles possam dedicar mais tempo ao engajamento com os futuros estagiários e trainees.

Leia também: As principais tendências de recrutamento e seleção  

Quando o contratante consegue promover uma boa experiência aos talentos, com conversas estimulantes e possibilidade de feedback, melhora a percepção que o profissional tem da empresa e fortalece a marca empregadora. Isso é fundamental para encantar gerações como a Z, que tem jovens críticos e antenados.

Redução de custos

Este tipo de ferramenta elimina burocracias e papelada e, com isso, torna os processos seletivos mais ágeis, diminuindo o custo com recrutamento e seleção.

Quanto mais longo o processo, mais custoso ele é. Em um mercado de trabalho competitivo, onde contratar os melhores talentos está cada vez mais complexo e caro, isso faz toda diferença.

Banco de dados e gestão de indicadores

O ATS funciona como um banco de dados, tendo todas as informações necessárias sobre o processo seletivo e os candidatos estruturadas. Desta forma, analistas e gestores de RH podem verificar o histórico sempre que necessário.

Assim, o RH consegue analisar uma série de indicadores, como número de candidatos, média de desistências, entre outros dados que são necessários para mensurar o desempenho de processos e programas de estágio e trainee.

Baixe nosso e-book com com estudo inédito sobre os impactos da pandemia para estagiários no Brasil. Clique aqui para fazer download!

Sua carreira profissional começa em boa companhia.

Um único cadastro dá o direito para se aplicar a qualquer vaga e programas de experiência!