Blog Carreira & Mercado

Artigos

Saiba o que sua empresa pode esperar dos pós-millennials

por Tiago Mavichian, fundador e Human Resources Director da Companhia de Estágios

Cercados pela internet e novas tecnologias, os pós-millennials ou Geração Z mudaram a forma como as empresas trabalham.

Nascidos a partir de 1995, esse grupo chegou ao mundo cercado de grandes empresas de tecnologias e fizeram parte de um acontecimento que mudou a forma como as pessoas se comportam: o boom da internet.

LEIA TAMBÉM
Como consultorias de RH podem facilitar processos de seleção de estagiários
Dia Internacional da Mulher: elas são contratadas para alçar cargos de liderança no futuro
Mind dump: aprenda a técnica para se manter focado no trabalho

Ou seja, a forma de se comunicar e consumir mudou totalmente. E o mercado precisou se adaptar a essas transições, não apenas para atender melhor o consumidor, mas para satisfazer os anseios do jovem no mercado de trabalho.

Mas, entre tantas mudanças e adaptações, o que as empresas podem esperar ou buscar desses novos rostos? Veja a seguir!

Propósito e novas experiências

Já se foi o tempo em que as pessoas trabalhavam apenas para ter algum patrimônio, hoje, os novos talentos buscam um propósito para o trabalho. Uma característica interessante neles é que se tornou comum que esses jovens se perguntem por qual motivos eles fazem o que fazem.

O trabalho não é mais apenas uma fonte de renda, mas também uma possibilidade de gerar impacto na sociedade e de proporcionar novas experiências. E, isso muda completamente a cultura organizacional da empresa.

Afinal, o seu empreendimento precisa acompanhar as mudanças para ser manter competitivo e ter os melhores profissionais no time, certo?

Flexibilidade

Empresas que são muito engessadas não funcionam muito bem com essa geração. Esses jovens que estão ingressando no mercado de trabalho gostam de gestão horizontal. Querem entregar os resultados, independente do horário que chegam ou saem.

Não é à toa que as startups cresceram muito nos últimos anos e são consideradas empresas jovens, pois seguem esse modelo de trabalho.

Feedbacks

Apesar de ser muito comum ouvir que os jovens não sabem lidar com as críticas, no mercado de trabalho eles gostam de receber os feedbacks, é uma maneira de entenderem que estão no caminho certo, encontrando propósito.

Por outro lado, não são fãs de hierarquia, logo, não gostam muito de receber ordens, e isso pode ser um problema quando eles encontram outras gerações. Neste caso, é necessário trabalhar isso muito bem entre os colaboradores.

Pois, também e muito interessante para a empresa não apenas dar os feedbacks, mas, também recebê-los e saber com quais olhos o jovem enxerga o local de trabalho.

Sua carreira profissional começa em boa companhia.

Um único cadastro dá o direito para se aplicar a qualquer vaga e programas de experiência!