Blog Carreira & Mercado

Novas vagas
Candidato

Descubra o jeito certo de destacar os cursos no currículo

Cursos complementares à graduação ajudam a se destacar no processo seletivo? A resposta é “sim”. Embora a experiência da faculdade seja enriquecedora, é fundamental buscar aprendizado além da graduação. Workshops, treinamentos e cursos livres ou de extensão abrem a mente, ajudam no desenvolvimento e ainda são um importante diferencial competitivo.

É isso mesmo. Quem acumula outras experiências educacionais demonstra curiosidade, vontade de aprender e sede de conhecimento — qualidades muito valorizadas no mercado de trabalho atual.

Mas não adianta sair colocando toda e qualquer experiência educacional no CV. Para que os cursos sejam valorizados pelo recrutador, eles devem estar evidenciados de maneira organizada e estratégica. Portanto, não exagere.

Moderação e assertividade 

A Companhia de Estágios orienta que o currículo seja sucinto e objetivo, tendo até duas páginas, no máximo. Ou seja, se você colocar coisas que fez quando estava no ensino fundamental, como um curso de desenho ou matemática, não vai funcionar. Lotar o CV com aulas que não têm pertinência para a área de atuação é ineficaz: não vale destacar um curso de culinária se busca estágio em finanças, por exemplo.

Mas qual é o jeito certo de colocar os cursos no currículo? Escolha três ou quatro capacitações que tenham relevância para a posição que você está concorrendo. Se é um estudante de marketing e fez um curso de storytelling ou de análise de dados, evidenciar isso certamente irá ajudá-lo a se destacar entre aqueles que competem pela mesma vaga, aumentando suas chances de ser convocado para a entrevista de emprego.

Hierarquia da informação 

A outra dica é sobre organização, ou seja, os cursos devem estar no lugar certo dentro do seu currículo.

Para isso, crie uma seção chamada Educação Complementar e liste os cursos por ordem cronológica, do mais recente para o mais antigo. Parece detalhe, mas essa regra é essencial. O que o recrutador quer é entender se você se atualiza. Portanto, coloque data de conclusão, instituição, carga horária e se há certificação. Dedique também duas linhas para apresentar, de maneira sucinta, o que você aprendeu nestas formações.

Para estudantes com  pouca experiência, evidenciar cursos, treinamentos e outras práticas educacionais pode ser uma estratégia de grande valia. E se o curso for online? Não há problema algum, pelo contrário. Hoje em dia, o RH entende que profissionais capazes de estudar à distância têm maturidade, autonomia, autogestão e disciplina.

Se você ainda não está convencido de que os cursos podem turbinar o CV, veja outras vantagens:

Fazer Networking
Cursos são uma excelente possibilidade de conhecer profissionais, tanto os que estão começando na carreira quanto os mais experientes que você. Aulas com foco em habilidades do momento atraem pessoas do mercado. Quem sabe, sua vaga de estágio ou emprego no futuro não está justamente aí?

Adquirir habilidades técnicas
Para quem está na faculdade, alguns cursos permitem adquirir conhecimento que talvez não sejam tão aprofundados em sala de aula. Muitas vagas, por exemplo, pedem conhecimento em Excel, mas não são todos os cursos universitários que possuem uma disciplina focada no programa.

Ampliar área de atuação
Estudar amplia sua visão de atuação e permite conhecer opções que a profissão oferece. Para quem tem pressa para dar uma guinada na carreira, é um caminho inteligente para desbravar novas possibilidades.

Por fim, tenha em mente que não é todo dia que um entrevistador vê um curso interessante no currículo, portanto, adicioná-lo pode realmente ajudar você a se destacar. Só esteja preparado para responder a perguntas a respeito na entrevista de emprego. Por isso, nada de mentir ou inventar.

Se você gostou do nosso artigo, compartilhe com seus amigos e não se esqueça de nos acompanhar pelo Facebook, Twitter, Instagram e Youtube.  E, claro, fique de olho em nosso site para se candidatar às melhores vagas de estágios e trainees do mercado.