Blog Carreira & Mercado

Novas vagas
RH

Job description: como criar uma descrição de vaga perfeita

O que um bom anúncio de vaga tem? Certamente mais do que lista de atividades e qualificações necessárias para ocupar o cargo. Parte da função de um job description é despertar o desejo dos talentos, atraindo-os para o processo seletivo. E, para fazer isso, é essencial ir além das informações protocolares e objetivas, promovendo a marca empregadora.

Repare: não estamos falando de contar o ano de fundação da empresa, o número de empregados que ela tem ou o setor em que atua. Trata-se de um texto abre-alas, ou seja, uma apresentação breve, porém genuína, que mostre a empresa de maneira eficiente, transmitindo valores, missão e cultura. 

Entram aí políticas de inclusão, ações de sustentabilidade, produtos inovadores e as oportunidades de desenvolvimento que os empregados têm em seu dia a dia. Como fazer isso? Bem, os times de recursos humanos, comunicação e marketing devem sentar juntos para refletir qual perfil de pessoas que o negócio demanda e como  falar com elas de forma inspiradora e estratégica.

Esse exercício ajuda a entender quem são os talentos e como chegar até eles, o que aumenta a chance de fit cultural com a empresa.

Antes de começar um job description, pesquise para entender como outras companhias estão anunciando vagas parecidas com as que tem. Observe como os concorrentes apresentam essas vagas e mapeie quais são os diferenciais e vantagens competitivas anunciados.

Mas qual é, afinal, a estrutura ideal de um job description?

1.  Título coerente

Faça um título que deixe claro do que se trata a posição, sem inventar moda. Se o currículo estiver em português, o ideal é que o cargo também esteja.

Pontos importantes: o título deve refletir a natureza do trabalho que será desempenhado. E ser neutro, ou seja, sem marcações de gênero ou idade e com termos comuns ao mercado.

Analista, coordenador e gerente são expressões que dão pistas ao candidato, como tamanho da responsabilidade, valor do salário etc. Lembrando que, nesta etapa, é importante ter objetividade. Usar termos conhecidos na descrição ajuda a vaga a se destacar nas buscas de sites e redes sociais, já que as pessoas procuram por palavras-chaves populares em sua área de atuação.

2. Responsabilidades do cargo

Todo bom job description elenca de maneira clara e eficiente quais serão as atividades realizadas pelo profissional. Nessa fase, muitas empresas preferem não “entregar o jogo”, mas isso é um erro. É muito importante mostrar ao futuro colaborador qual será a missão que ele encontrará pela frente.

As descrições devem ser honestas e, ao mesmo tempo, objetivas. Descreva cada função em no máximo duas linhas, detalhando ação, prazos e expectativas. Exemplos: “Gerenciar e integrar as agendas dos vice-presidentes”; “Fazer acompanhamento semanal do orçamento”; “Criar e apresentar relatórios mensais para a diretoria”.

A lista de funções e responsabilidades varia, mas, via de regra, ela deve ser curta, caso contrário, torna-se enfadonha e até mesmo assustadora.

Para que a lista de atividades seja assertiva, envolva os gestores da área. E, lembre-se: é fundamental que haja precisão e transparência no texto.

3. Qualificações exigidas

Além de mostrar como será a rotina, é essencial dizer quais são as qualificações e habilidades (técnicas e comportamentais) necessárias para o posto. O candidato precisa ter inglês? Conhecimento em Excel? Haverá pressão e prazos curtos? No caso de estagiários, qual curso e semestre ele deve estar cursando? Essa parte deve ser muito específica para afunilar a busca pelo perfil ideal. Quando dizemos específica, é específica mesmo.

Se vai pedir espanhol ou inglês, especifique em que situações o idioma será usado. Conte ao candidato que ele terá de fazer reuniões com times globais e escrever e-mails e apresentações em inglês.

Pré-requisitos técnicos devem vir acompanhados de uma breve explicação de quando e como serão utilizados. Isso torna os desafios tangíveis.

4. Apresentação da empresa

Como dissemos anteriormente, o anúncio de uma vaga é uma excelente oportunidade de a organização mostrar aos candidatos qual é seu DNA e sua personalidade. Explicitar como é o clima no escritório, como atua a liderança e em quais valores os times se apoiam ajuda no match com o talento.

Neste momento, além de reforçar cultura e valores, conte quando a companhia foi criada, em que países atua, quais são os produtos e/ou serviços oferecidos por ela, qual é o mercado em que atua e quem são os clientes.

5. Benefícios e vantagens

Os benefícios são ótimas ferramentas para as empresas se destacarem.

Se quer atrair bons candidatos, diferencie-se! Para isso, apresente de maneira estruturada o que a empresa fornece aos funcionários. A companhia oferece vale-refeição e vale-alimentação? Horário flexível? Bolsas de estudo? Licença-paternidade remunerada? 14º salário? Fretado?

Apontar isso tudo é decisivo para atrair um talento que está participando de mais de um processo seletivo. Certamente, ele irá colocar o pacote de benefícios na conta, escolhendo a companhia que possuir as melhores vantagens!

Quer contratar a pessoa certa? A Companhia de Estágios realiza os processos seletivos, desde a abertura das vagas até a contratação, de estagiários, jovens aprendizes e trainees em todo o Brasil. Fale conosco.

Sua carreira profissional começa em boa companhia.

Um único cadastro dá o direito para se aplicar a qualquer vaga e programas de experiência!