Blog Carreira & Mercado

Novas vagas
Artigos

Metodologia STAR – Conheça essa tendência e se prepare melhor para as entrevistas

por Tiago Mavichian, fundador e Human Resources Director da Companhia de Estágios

Se preparar para a entrevista é uma tarefa crucial para todo candidato ao estágio, afinal, quanto mais “treinado” você estiver para esse desafio, melhor será o seu desempenho e, consequentemente maiores as chances de ser selecionado. Para se sair bem, vale, inclusive, pesquisar bastante para ficar por dentro das estratégias dos recrutadores. Por isso, separamos uma técnica que está em alta entre os especialistas e pode ser muito útil para que você consiga demonstrar suas habilidades: a metodologia de entrevista por competência STAR.

Como funciona?

A lógica por trás dessa prática é estimular o entrevistado a demonstrar conhecimentos e, ao mesmo tempo, testar o impacto dessas experiências sob o seu perfil. Ela é usada para conhecer projetos nos quais os entrevistados estiveram realmente envolvidos e como eles se saíram nessa situação, quais soluções propuseram e como isso impactou no projeto e na sua própria percepção. Essa metodologia é muito útil, em especial, para entrevistar candidatos a estágio, pois permite que os recrutadores identifiquem com facilidade quando a experiência relatada no currículo é verdadeira e até que ponto o jovem esteve envolvido com ela.

Por que STAR?

A palavra STAR, por sua vez, não está relacionada ao termo inglês “estrela”. Na realidade, trata-se de uma sigla onde cada letra corresponde a um passo específico dentro uma problemática. Veja só:

Situação O problema que você precisou encarar;

Tarefa Qual foi o seu papel diante do problema;

Ação Quais atitudes foram propostas por você, como você contribuiu para a situação;

Resultados Quais foram os resultados atingidos diante das ações tomadas, qual foi o aprendizado.

STAR na prática – Como me preparar?

Como candidato, você deve ficar atento para conseguir identificar quando o recrutador está utilizando essa metodologia, já que a técnica utilizada durante as entrevistas não costuma ser informada aos participantes. Uma dica é que, ao utilizar a metodologia STAR, os recrutadores certamente vão propor um problema e te pedir exemplos de situações similares que você já tenha vivenciado (e mesmo que eles não peçam, você pode dar exemplos e se destacar). Mas, para que você se saia bem de verdade, é preciso ficar atento a alguns detalhes:

Coerência: não importa se a experiência que você tem não seja fruto de uma vivência profissional. Como candidato ao estágio, é natural que as suas vivências estejam mais relacionadas a projetos acadêmicos. O essencial é que o exemplo citado por você esteja em conformidade com o proposto pelo recrutador. Isso quer dizer que você deve apresentar um desafio similar que já tenha enfrentado no passado e que você consiga fazer esse paralelo com clareza.

Objetividade: seja objetivo tanto ao expor as situações como ao citar as ações, tarefas e resultados, apresentando dados tangíveis. Se você tiver números ou puder apresentar fatos sobre o ocorrido, melhor, pois isso dá credibilidade. Evite ser abstrato, especialmente ao falar dos resultados, pois pode dar a impressão de que você não está sendo verdadeiro.

Seja honesto: não floreie ou invente situações, pois os recrutadores são treinados para identificar esses comportamentos. Mesmo que o exemplo seja simples, como um projeto na faculdade ou um trabalho voluntário, o que vale é a experiência real, pois é por meio dela que os entrevistadores vão traçar seu perfil e analisar seu comportamento.

Fale de você: por mais que o problema enfrentado ou a tarefa desempenhada tenha sido em grupo, os recrutadores querem analisar sua personalidade, sendo assim, fale, especificamente, das suas ações e das suas experiências, em particular. Essa dica vale, principalmente, para a solução: não apresente algo proposto por outra pessoa, diga como você contribuiu para o cenário.

Apresente casos bem-sucedidos: Parece óbvio, mas lembre-se de trazer bons exemplos. Nada de falar de projetos inacabados ou malsucedidos.

Dica extra: Como escolher um bom exemplo?

Como iniciante na vida profissional, pode ser que você fique na dúvida sobre o que falar exatamente. Mas, uma dica que pode te ajudar muito é pesquisar, com antecedência, o perfil da empresa e da vaga para a qual você vai se candidatar. Se você vai concorrer para um estágio numa agência de publicidade, por exemplo, é possível que os recrutadores queiram identificar sua capacidade de inovar, de ser criativo. Agora, se você está concorrendo para posto num escritório de contabilidade, certamente eles vão analisar sua capacidade de organização. Sendo assim, é importante que seu exemplo destaque as habilidades relevantes para aquela vaga (e para a empresa, como um todo).

Agora que você conhece a metodologia STAR, que tal anotar todas as experiências bacanas que você já teve e ensaiar possíveis apresentações? Você vai ver que, dessa forma, vai ficar mais relaxado e se sentir mais seguro para encarar os recrutadores.

Quer estagiar numa grande empresa? Então, se inscreva gratuitamente no site da Companhia de Estágios, assim você fica por dentro das melhores oportunidades do mercado!

Sua carreira profissional começa em boa companhia.

Um único cadastro dá o direito para se aplicar a qualquer vaga e programas de experiência!