Blog Carreira & Mercado

Novas vagas
Candidato

Gesticula demais? Conheça truques para evitar o hábito durante a entrevista de emprego

Temida por muitos, mas necessária para comprovar a qualidade e experiência de profissionais, a entrevista de emprego é um dos momentos mais tensos para qualquer candidato. Para os estagiários, essa situação também não é diferente, afinal, se trata do começo de uma carreira e o nervosismo e ansiedade são ainda maiores, o que faz com que muitos estudantes tropecem nas entrevistas por conta do seu comportamento. Aliás, a comunicação não-verbal é um dos pontos mais levados em consideração pelos entrevistadores, por isso, se você faz o tipo de pessoa que expressa com o corpo tudo o que está sentindo, deve saber o quanto é difícil se conter na hora de conversar com o recrutador e responder as perguntas com profundidade, não mesmo? Mas quanto a isso, não se preocupe, pois, preparamos dicas importantes que vão te ajudar a controlar o nervosismo e a gesticulação exagerada.

Mãos nervosas?

O nervosismo é algo tão natural para quem está passando por uma entrevista de estágio que a maioria dos recrutadores costumam relevar pequenos gestos de nervosismo como, por exemplo, apertar as mãos durante a conversa. Porém, existem outros hábitos que devem ser evitados para não atrapalharem seu desenvolvimento como bater os dedos na mesa ou no corpo, apertar e desapertar uma caneta ou passar a mão no cabelo a todo momento. É possível que essas movimentações frequentes desviem a atenção do recrutador e ele não se concentre no que você está dizendo, o que pode ser péssimo para que conquiste a vaga.

E os pés?

Sabe toda aquela tremedeira que começa nos pés e quando você vai ver a mesa já está balançando inteirinha com os movimentos? Então, esse também é um ponto muito negativo na hora da entrevista. Por isso, se você tem esse tipo de hábito, lembre-se sempre de firmar os pés no chão durante a conversa com o entrevistador e só balançá-los de um lado para o outro no intervalo de cada nova pergunta.

Gesticulação excessiva

Você tem mania de falar com as mãos? Pois é, por mais que esse ato seja natural, especialmente quando queremos enfatizar algo, esse tipo de atitude pode parecer agressivo ao entrevistador. Por isso, deixe de lado o jeitinho italiano que vive dentro de você e se concentre para não aparentar ameaçador, evitando apontar o dedo, dar socos na palma da mão ou qualquer outro ato que possa aparentar violento. Tente manter os braços dobrados na altura da costela e faça movimentos leves apenas para enfatizar algo que está sendo dito, desta forma você não assusta o entrevistador e não fica imóvel.

Contato visual

Manter o contato visual durante a entrevista é primordial para mostrar autoconfiança e convicção. Por isso, sempre que possível, fale com o recrutador olhando nos olhos para que pareça um diálogo formal entre dois colegas de trabalho e não um quiz. Se você acha que não vai conseguir se livrar dessa mania, mantenha um caderno no colo com o lembrete “contato visual” ou use a pergunta do entrevistador como um gatilho para que se lembre de olhar para ele.

Não se esqueça: desviar o olhar constantemente pode significar que você está tentando fugir da pergunta ou inventando alguma desculpa. Pense sempre que quando está falando com uma pessoa, você deve se dirigir apenas à ela, caso contrário, você pode perder a concentração e cometer algum deslize.

Braços cruzados?

Por mais que esse comportamento seja, muitas vezes, involuntário, cruzar os braços constantemente durante uma entrevista pode transmitir a sensação de que você está na defensiva e se sente pouco confortável para receber ou dar algum tipo de informação. E, como o recrutamento é o momento que você tem que deixar o entrevistador lhe conhecer melhor como profissional, essa não é a atitude mais adequada, pois, o ideal é se mostrar uma pessoa totalmente acessível e disponível para responder qualquer pergunta feita pelo recrutador.

Policiar seus movimentos durante a entrevista não é sinônimo de ficar “engessado” ou se privar de demonstrar sua personalidade, mas é importante se atentar a esses detalhes para evitar transparecer nervosismo excessivo, o que pode prejudicar sua imagem frente aos recrutadores. Aliás, se seguir essas e outras dicas presentes aqui no nosso blog, na nossa página do Facebook ou no canal do YouTube você poderá aumentar as chances de conseguir a vaga! Aliás, acesse o site da Companhia de Estágios para se inscrever gratuitamente e se candidatar as melhores oportunidades mercado de trabalho!