Blog Carreira & Mercado

Novas vagas
RH

O que é reskilling e upskilling e como aplicar no seu RH?

reskilling e upskilling como desenvolver na empresa

O mundo e o mercado estão passando por transformações cada vez mais rápidas, não apenas causadas pela tecnologia, mas também pelos impactos da transgeracionalidade. Pela primeira vez, temos quatro gerações atuando simultaneamente no ambiente corporativo.

Esse contexto dinâmico e acelerado exige profissionais em constante desenvolvimento profissional e, quando se trata desse assunto, reskilling e upskilling são conceitos bem importantes de se entender.

Reskilling e upskilling são dois termos em inglês que têm tudo a ver com uma realidade que deve estar sempre presente no mercado de trabalho: a capacitação profissional.

Em um cenário cada vez mais competitivo e em permanente estado de transformação digital, buscar o desenvolvimento contínuo é imprescindível.

Ao setor de recursos humanos cabe oferecer os subsídios necessários para que não haja uma escassez de talentos no universo corporativo.

Neste artigo, falaremos mais sobre os dois conceitos internacionais e vamos trazer mais detalhes de como eles podem ser implementados nas empresas.

Conceito de reskilling e upskilling

O que é upskilling?

Upskilling é um termo utilizado para descrever o processo de aprimoramento de habilidades dentro de uma área de conhecimento em que o profissional já faz parte.

Ou seja, é a busca por se especializar em seu segmento, se tornando uma autoridade, uma referência em determinado assunto.

Esse é um processo natural e contínuo para quem deseja ir subindo de nível dentro da própria carreira, atingido cargos de liderança ou chegar ao patamar sênior. Com o upskilling, a tendência é que o próprio desempenho do profissional cresça.

Afinal, ele também desenvolve expertises que contribuem para a melhora de sua performance, como otimização da gestão do tempo, criação de um olhar mais analítico e obtenção de mais foco, por exemplo.

desenvolvimento de habilidades upskilling

O que é reskilling?

Reskilling também não deixa de ser um aprimoramento profissional, no entanto, com um viés diferente: a recolocação no mercado. Ou seja, o termo é utilizado para descrever aqueles trabalhadores que, por algum motivo, optam por investir em um novo segmento.

Às vezes, a decisão pela mudança nem é totalmente baseada na vontade do profissional, mas na identificação de uma oportunidade. É o caso, por exemplo, do surgimento de um novo cargo dentro da mesma empresa em que o colaborador atua.

Ao invés de abrir para um recrutamento externo, o RH opta por realizar um processo seletivo interno para priorizar o talento de casa. Sendo assim, os profissionais interessados e com o perfil para vaga passam por um treinamento para aprender sobre as novas atribuições.

A importância do setor de RH no processo aprendizado

Upskilling e reskilling são conceitos que remetem ao processo de aprendizado, seja ele para proporcionar um crescimento no próprio segmento ou para se desenvolver em uma nova carreira.

Seja como for, investir no desenvolvimento profissional é uma necessidade. Só para você ter uma ideia, de acordo com levantamento da McKinsey & Company, 87% das empresas não contam com profissionais dotados das características necessárias para o futuro em seu quadro.

Ainda, 90% dos gestores afirmam que há algum tipo de déficit de conhecimento em determinadas profissões. Diante disso, o setor de RH detém um papel fundamental na valorização dos talentos internos e na busca de reforços de fora.

Um mapeamento de habilidades, a criação de programas de treinamento e desenvolvimento e a utilização da tecnologia como uma aliada são algumas dicas básicas para definir o aprendizado como uma prioridade.

Como desenvolver o upskilling e reskilling na sua empresa

Implementar iniciativas de upskilling e reskilling é a saída mais sustentável para as empresas em termos de capacitação profissional. Veja quatro formas de desenvolver esses dois conceitos no seu negócio:

Foque em habilidades

São as habilidades que movem o mundo dos negócios. Focar no desenvolvimento delas ajuda as empresas a conquistarem os seus objetivos e, de quebra, demonstra aos colaboradores que há uma preocupação com eles.

O que se cria, portanto, é uma relação de “ganha-ganha”, em que os profissionais se sentem valorizados e, consequentemente, desempenham melhor, fazendo com que a organização alcance as metas projetadas.

Isso sem falar na responsabilidade social, manifestada por meio da inclusão e da capacitação contínua. Nesse cenário, a empresa não só pode aproveitar melhor os próprios talentos, como incluir determinados grupos e desenvolvê-los para o crescimento.

Incentive a troca de conhecimento

A oportunidade de aprender é um dos grandes incentivos para profissionais aceitarem e permanecerem em seus empregos. Por isso, criar um programa de desenvolvimento personalizado com foco nas necessidades de cada profissional é essencial.

Anote aí: 94% dos entrevistados dizem que o suporte para o desenvolvimento contínuo é uma prioridade, mas apenas 15% percebem isso na prática, segundo estudo da Delloite.

Cabe às empresas não apenas oportunizar ferramentas para os colaboradores aprenderem com especialistas de fora, mas também promover a troca de conhecimentos entre eles.

Um profissional de determinada área pode transmitir algumas lições para um colega de outra e vice-versa. Assim, a organização vai estar incentivando o reskilling indiretamente.

upskilling no rh

Contrate estagiários

Investir na contratação de estagiários significa fugir de profissionais que já possuam certos vícios do mercado e, principalmente, recorrer a colaboradores dispostos a desenvolver habilidades conectadas com as necessidades da empresa.

Isso sem falar de todo o ímpeto e disposição de um jovem em busca da sua primeira oportunidade no mercado de trabalho.

Outro ponto positivo de adotar esse tipo de contratação é desenvolver, desde cedo, um senso de identificação e lealdade com a empresa.

Afinal, quem passa por um programa de aprendizado no começo da carreira acaba desenvolvendo certa gratidão pela empresa contratante.

Antes de mais nada, um slogan comum em universidades é: “Preparar os alunos para a vida”. Portanto, nada melhor do que oferecer uma experiência real dentro do mercado de trabalho para colocar esse conceito em prática.

Para as empresas, a vantagem é contratar profissionais sob demanda, com habilidades em potencial a serem desenvolvidas, e todo o tempo do mundo para crescerem em suas carreiras.

👉Recrute os melhores talentos no mercado com a Companhia de Estágios!

Conclusão

Investir em reskilling e upskilling é um ótimo caminho para valorizar o aprendizado e manter os seus talentos engajados.

Como acabamos de ver, uma das maneiras de desenvolver esses dois conceitos na sua empresa é contratando estagiários. Para isso, nada melhor do que recorrer à solução de Recrutamento e Seleção da Cia. de Estágios.

Aqui, nós atuamos desde o processo de pré-seleção com apoio de uma inteligência artificial exclusiva até o desenvolvimento de jovens talentos. Acesse nosso site e saiba mais sobre nossos serviços!

Novas vagas